Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

EUA terão safra recorde de milho; estoques de soja em baixa, diz USDA

Por Charles Abbott

WASHINGTON, 10 Mai (Reuters) – Uma safra recorde de milho dos Estados Unidos vai inundar o mercado com o grão neste temporada e ocasionar os maiores estoques finais em sete anos, enquanto os estoques de soja vão cair de maneira acentuada para praticamente o suprimento de duas semanas, disse o governo em sua primeira projeção para a colheita deste ano.

Numa série de relatórios, o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) disse que o clima ameno e uma temporada de plantio antecipado vai resultar numa safra norte-americana maior que a esperada — um recorde de 14,79 bilhões de bushels, ou 375,7 milhões de toneladas, 13 por cento acima do atual recorde, além de uma safra de 3,205 bilhões de bushels de soja (87,2 milhões de toneladas), a terceira maior da história.

Mesmo com o aumento de um bilhão de bushels no consumo de milho, os estoques finais vão mais do que dobrar para 1,881 bilhão de bushels, a maior passagem de safra desde 2005/06. O número estaria 10 por cento maior do que traders estimavam.

O USDA disse também que a oferta de soja deve diminuir, devido a uma grande exportação e demanda doméstica, com estoques finais reduzidos a 145 milhões de bushels (3,95 milhões de toneladas), equivalente a pouco mais do suprimento de duas semanas, com uma relação entre estoques e uso “numa baixa histórica de 4,4 por cento”. Traders esperavam que os estoques finais do período 2012/23 fosse de 164 milhões de bushels (4,46 milhões de toneladas).

A produção mundial de soja deve atingir 271,4 milhões de toneladas, um aumento de 15 por cento em relação a este ano com a expectaviva de que a América do Sul se recupere do atual período de seca, de acordo com a projeção do governo norte-americano. O Brasil deve colher um recorde de 78 milhões de toneladas a Argentina 55 milhões de toneladas.

A produção mundial de arroz foi projetada para um recorde de 466,4 milhões de toneladas, um aumento de 3,1 milhões de toneladas em relação a este ano, disse o USDA.

A produção global de trigo deve ser de 677,6 milhões de toneladas, o que representaria uma queda de 2 por cento.

Os produtores dos EUA deverão colher 1,694 bilhões de bushels (46,1 milhões de toneladas) de trigo de inverno, um aumento de 13 por cento em relação ao ano passado (quando houve seca) e três por cento a mais do que traders esperavam, em sua primeira estimativa de safra.