Espírito Santo vai ganhar porto privado

Por Patrícia Braga

São Paulo – O Porto de Rotterdam e o grupo Terminal Presidente Kennedy (TPK) assinaram em Vitória um protocolo de intenções com o governo do Espírito Santo e o município de Presidente Kennedy para a construção de um porto privado. Segundo informações do Porto de Rotterdam, o Porto Central será construído na região que abrange o sul do Estado do ES e o norte de São Paulo e do Rio de Janeiro por meio e uma joint venture e poderá abranger uma área de 1.500 hectares.

O porto industrial terá como foco o setor de petróleo e gás, mas também atenderá as outras áreas como, por exemplo, a de mineração e cargas em geral. O projeto já está em fase de licenciamento ambiental e a primeira delas deve ficar pronta em 2016. Até junho o Estudo e Relatório de Impacto Ambiental estará concluído. O porto terá três profundidades distintas e permitirá o atracamento de navios de até 20 metros de calado.

A TPK foi criada especificamente para o desenvolvimento do projeto e tem como sócios as holdings RV e FIABE, ligadas ao grupo Polimix Concreto, e a Nova K Logística. A empresa é formada por executivos brasileiros com experiência em mineração e indústrias offshore. O Porto de Rotterdam, por sua vez, entra no projeto com seu conhecimento no campo de gerenciamento de portos.