Encomenda de bens duráveis cai nos EUA em agosto

Por Álvaro Campos

Washington – As encomendas de bens manufaturados duráveis nos Estados Unidos caíram 0,1% em agosto, para US$ 201,76 bilhões. O resultado representa a segunda retração em três meses, segundo informou hoje o Departamento de Comércio do país. Economistas previam alta de 0,2%. Em julho as encomendas haviam subido 4,1%, após recuarem 1,1% em junho.

Apesar da queda no índice geral, as encomendas de bens de capital não relacionados a defesa excluindo aeronaves, número que os economistas usam como indicador de investimento das empresas em novos equipamentos, subiram 1,1%.

A queda no número geral de encomendas foi puxada pelos setores de automóveis e metais, enquanto as encomendas de equipamentos elétricos, computadores, maquinário e aeronaves avançaram.

Excluindo o setor de transportes, as encomendas recuaram 0,1% em agosto, após subirem 0,7% em julho. Excluindo as encomendas em defesa, as encomendas de bens duráveis também caíram 0,1% em agosto, depois de um avanço de 4,8% no mês anterior.

As novas encomendas por bens de capital de defesa recuaram 5,7%. Entretanto, as encomendas totais de bens de capital avançaram 4,2%.

O relatório mostrou também que os embarques de bens duráveis caíram 0,2%, após três altas seguidas. Já as encomendas não preenchidas, sinal de demanda futura, subiram 0,9%. Os estoques aumentaram 0,9%. As informações são da Dow Jones.