Empresa ‘recicla’ roupas com defeito para colocá-las à venda

A ideia é reaproveitar peças defeituosas que iriam parar no lixo para evitar o desperdício e gerar lucro

Peças de roupas imperfeitas, que foram danificadas na linha de produção ou foram devolvidas pelos consumidores vão ganhar uma nova chance nas prateleiras – e mais baratas. O objetivo da empresa americana The Renewal Workshop é reaproveitar o material para ganhar dinheiro enquanto evita que os itens acabem no lixo. As peças que são enviadas pelas empresas parceiras, de graça, passam por um processo de limpeza e conserto para serem vendidas por um preço de 30% a 50% menor que o original.

Leia também:
Bilionário saudita compra cobertura mais alta de Nova York

EUA farão recall de 1 milhão de ‘smartphones explosivos’

O sistema é semelhante a uma linha de produção fabril e pode consertar defeitos como zíper quebrado, pequenos furos e botões faltantes. Até o momento, são cinco fabricantes parceiras. A roupa recebe então uma etiqueta extra da The Renewal Workshop junto à da marca original, que recebe uma porcentagem das vendas. O objetivo é aproveitar 100% do material recebido. Se um item não puder ser consertado, poderá ser despedaçado para virar enchimento ou ser transformados em outras peças.

O projeto já arrecadou 54.231 dólares (175.000 reais) no site de crowdfunding IndieGoGo, mas já recebeu um aporte de mais de 1 milhão de dólares (3,23 milhões de reais) dos fundos de capital de risco americanos VTF Capital e Closed Loop Ventures. A empresa planeja começar as vendas das peças em seu site a partir de outubro. E há planos de vender as roupas recicladas em lojas físicas, como supermercados, no ano que vem.

Cerca de 13 milhões de toneladas de itens têxteis foram jogados em aterros nos Estados Unidos em 2013, o dado mais recente, segundo a Agência de Proteção Ambiental (EPA, na sigla em inglês) americana.