Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Embraer investigará internamente denúncias de corrupção nos EUA

São Paulo, 3 nov (EFE).- A Embraer iniciou um processo interno de investigação sobre as denúncias de corrupção apresentadas nos Estados Unidos pela Comissão de Valores do Mercado (SEC, na sigla em inglês) e o Departamento de Justiça, informou a própria companhia nesta quinta-feira.

Diante da denúncia de um ‘possível descumprimento’ do código anticorrupção dos EUA, a fabricante brasileira ‘contratou advogados externos para dirigir um processo de investigação interna sobre transações realizadas em três países específicos’, apontou a empresa em comunicado.

A Embraer indicou que esse processo ‘está em curso’ e que a empresa ‘vem cooperando plenamente’ com a SEC e o Departamento de Justiça, a quem ‘forneceu documentos e outras informações requeridas’.

‘A companhia e seus advogados externos deverão continuar em contato com a SEC e o Departamento de Justiça, mas a companhia não tem condições de antecipar a duração, o teor e os resultados da investigação’, ressaltou a terceira maior fabricante de aeronaves do mundo.

O código proíbe, entre outras coisas, que empresas listadas no mercado de capitais dos EUA subornem políticos ou realizem pagamentos ilegais em troca de favores em negócios, como se suspeita que tenha ocorrido com a Embraer, que acabou de ganhar o aval no país americano para comercializar a aeronave de defesa Super Tucano.

A notícia sobre a investigação e o fraco desempenho da empresa no terceiro trimestre do ano fizeram com que as ações da companhia registrassem as maiores perdas do dia na Bolsa de Valores de São Paulo, onde registraram queda de 4,97%.

Segundo o balanço corporativo divulgado pela empresa, a fabricante teve perda de R$ 200 mil no terceiro trimestre, contrastando com o lucro de R$ 219,9 milhões do mesmo período do ano passado. EFE