Em ritmo menor, produção cresce pelo 3º mês, diz CNI

Segundo a Sondagem Industrial, o indicador registrou 51,1 pontos em maio, ficando abaixo do verificado no mês anterior

A produção industrial cresceu pelo terceiro mês consecutivo em maio, mas em ritmo menor do que nos meses anteriores, de acordo com a Sondagem Industrial divulgada nesta segunda-feira pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). Em uma escala em que os valores acima de 50 pontos significam crescimento, o indicador registrou 51,1 pontos em maio, abaixo do verificado em abril, quando chegou a 52,8 pontos.

A expansão mais lenta da produção foi insuficiente para aproximar a capacidade instalada na indústria do usual para o quinto mês do ano. Nessa mesma escala, em que 50 pontos marcam a linha divisória da ociosidade normal para o período, o indicador de maio registrou 45,6 pontos, ficando ainda pior que em abril, quando esteve em 46 pontos.

De acordo com os dados da CNI, a evolução do emprego na indústria se manteve perto da estabilidade, com 49,5% pontos em maio, refletindo ligeira queda em relação ao mês anterior. No documento, a entidade destaca que o excesso de estoques de produtos finais ainda merece atenção, pois o indicador de maio, registrado em 51,4 pontos, sinaliza o acúmulo de mercadorias acabadas acima do usual para o período.

Leia também:

Produção industrial cresceu em 9 de 14 regiões em maio

IPI menor faz crescer produção industrial, segundo IBGE

(com Estadão Conteúdo)