Editora Abril cresce 7,2% em 2010 e fatura R$ 2,1 bilhões

Receita publicitária aumentou quase 13% em relação a 2009

A receita líquida da Editora Abril proveniente da internet cresceu 37,2% em 2010

Logotipo Exame.com

Logotipo Exame.com (VEJA)

A Editora Abril, que publica as revistas Veja, EXAME e Quatro Rodas, entre outras, encerrou 2010 com receita líquida de 2,1 bilhões de reais. A cifra é 7,2% maior que a do ano retrasado. Um dos destaques foi o aumento de 12,9% da receita publicitária, que somou 921,9 milhões de reais.

A circulação das revistas cresceu 4,1%, totalizando 177,3 milhões de exemplares vendidos. Já as assinaturas aumentaram 2,1%, para 3,7 milhões de exemplares. Os números são auditados pelo Instituto Verificador de Circulação (IVC).

A Editora Abril também lançou quatro publicações no ano passado: Alfa, Lola, Máxima e Minha Casa. Agora, a empresa edita 54 títulos regulares por ano.

A Abril seguiu investindo no desenvolvimento das novas mídias. No ano passado, por exemplo, a receita líquida proveniente da internet cresceu 37,2%. “Desenvolvemos conteúdos segmentados para perfis cada vez mais específicos, o que nos posiciona como alternativa destacada entre os anunciantes”, afirmou Jairo Leal, presidente executivo da Editora Abril, em nota à imprensa.