Economistas apostam em inflação e juros maiores em 2015

Relatório Focus mostra ainda que projeção para crescimento econômico piorou para 2014, ao passar de 0,79% para 0,70%

Os economistas estão esperando o aumento da inflação no ano que vem, como mostra o relatório semanal Focus, do Banco Central, divulgado nesta segunda-feira. A projeção média para o avanço dos preços subiu de 6,25% para 6,28% para 2015, assim como a expectativa de alta dos juros (taxa Selic) passou de 11,75% para 12%, já prevendo um ano de repasses de preços administrados (aqueles que o governo consegue controlar os reajustes, como energia, combustível e tarifas públicas).

Para 2014, a estimativa média para o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) também subiu, de 6,25% para 6,27%, mas a aposta do mercado para a Selic continua em 11% até o fim do ano.

Leia mais:

Prévia da inflação desacelera em agosto para 0,14%, mas preço da energia pesa

Por que o suco de laranja custa tão caro no Brasil

O Focus mostrou ainda que a previsão para o crescimento econômico neste ano continuou em trajetória de queda, com a perspectiva de que o Produto Interno Bruto (PIB) crescerá 0,70% ante projeção de 0,79% na pesquisa anterior. Para 2015, a estimativa para o crescimento econômico foi mantida em 1,20%.

Os analistas ouvidos pelo BC também não alteraram suas expectativas para a produção industrial neste ano (queda de 1,76%) e no ano que vem (alta de 1,70%). Nesta sexta-feira será conhecido o PIB do segundo trimestre.

Leia também:

Economia brasileira contraiu 1,20% no 2º trimestre, mostra prévia

Banco Central muda regras bancárias para injetar até R$ 70 bi na economia

(Com agência Reuters)