Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

“É impossível não sentir vergonha pelo Brasil”, diz Barroso

Ministro do STF falou sobre valores éticos no mundo contemporâneo no fórum “A Revolução do Novo”, realizado por VEJA e EXAME em parceria com a Coca-Cola

O ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), afirmou nesta segunda-feira (5) que “é impossível não sentir vergonha pelo que acontece no Brasil”. O ministro palestrou no terceiro encontro do fórum A Revolução do Novo – A Transformação do Mundo, realizado por VEJA e EXAME em parceria com a Coca-Cola, no Instituto Tomie Ohtake, em São Paulo.

O evento discute mudanças na economia, política, tecnologia e sociedade. Barroso abordou o tema “O impacto, a evolução e o futuro dos valores éticos no mundo contemporâneo”.

Para o ministro, o país está devastado e com autoestima baixa, diante da corrupção institucionalizada. “Ela se tornou um modo de vida. As pessoas se surpreendem com o que, de certa forma, sempre souberam”, disse.

Segundo Barroso, é preciso mudar a cultura em que os espertos são mais valorizados do que os honestos. “Sempre foi assim, mas é preciso deixar de ser. O custo moral e econômico pelo qual estamos passando tem que significar um novo começo”, afirmou.

O ministro acrescentou que não dá para descartar o risco de uma “operação abafa” contra a Lava Jato e o combate à corrupção institucionalizada, mas que “todos estão aqui para evitá-lo”. Também defendeu as reformas política, previdenciária e tributária como essenciais para o país.

Com uma visão otimista, Barroso lembrou que há realizações importantes para celebrar em trinta anos de democracia no Brasil, como a derrota da ditadura, da inflação e da pobreza extrema. Do ponto de vista econômico, destacou que no país ainda há uma grande desconfiança em relação à livre-iniciativa do capitalismo. “Vivemos em um socialismo com sinal trocado”, disse.

O ministro destacou que não é só o Brasil que vive um momento de desprestígio da democracia representativa, mas o mundo também. Barroso lembrou ainda que a revolução digital preservou valores como a liberdade, mas pôs em xeque questões como a privacidade e a veracidade das informações.

Para o ministro, o empoderamento feminino e a proteção dos direitos humanos são discussões-chave do mundo contemporâneo. “A história avança para o bem. A busca da felicidade, o respeito ao próximo e à justiça são os valores de ontem e continuam a ser os valores do futuro”, afirmou.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. José Carlos Lopes de Oliveira

    Lágrimas de crocodilos.
    Esse juiz faz parte do STF, o maior patrocinador de impunidades
    que o planeta já tomou conhecimento – para a nossa vergonha.

    Curtir

  2. Sergio Campos

    A vergonha brasileira é exalada ao mundo inteiro diretamente da Praça dos Tres Poderes.

    Curtir

  3. CONN Warrior

    Prezado Barrozo, porque temos que celebrar a DERROTA da ditadura? Pelo que eu bem me lembro foram os melhores anos da minha familia, com pais que trabalhavam e estudavam. Com a tão desejada Democracia vieram desarranjos nunca corrigidos e ainda piorados com Lula e Dilma , ao contrário do esperado. Eu diria que à julgar pelos resultados a sociedade Brasileira vive melhor sob a batuta do Exėrcito do que sob a baderna Institucional vivida nesta Pseudo-democracia. Não temos Ordem nem Progresso, e nisto tambėm as FFAA são responsáveis.

    Curtir

  4. Ministro. É somente esperto quem se valendo de uma cadeira de ministro no STF pretende, contra o contra texto explícito da Constituição Federal, legalizar “casamento” entre pessoas do mesmo sexo. É só esperto, nada mais que isso…

    Curtir

  5. Valério Seccadio

    Palavras corretas, Barroso.

    Curtir

  6. Falou o símbolo da vergonha nacional.

    Curtir

  7. Os Brasileiros merecem o que esta acontecendo. Leia as noticias do passado e vejam quanta gente alertou sobre a corrupção e foram ignorados. Veja quanta gente alertou sobre a corrupção durante a Copa, etc… A elite brasileira e preguiçosa e inútil. Os intelectuais não fazem nada. Todo mundo sempre soube da corrupção mas optaram por ficarem quietos.

    Curtir

  8. Vemos no que deu deixarmos um proletário chegar à presidência da República. Mas ainda não é ao que o ministro se referiu. As oportunidades aos espertos precisam ser estimuladas, mas supervisionadas; o que parece acontecer MUITO VAGAROSAMENTE por aqui, não é senhor ministro?

    Curtir

  9. Que moral o STF tem para falar de corrupção?

    Curtir

  10. Na verdade, ele quis dizer “vergonha DO Brasil”.

    Curtir