Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Droga Raia e Drogasil negociam fusão

Companhias afirmam que vêm estudando alternativas para estruturar a operação; ação da nova empresa será listada no Novo Mercado da Bovespa

As redes de drogarias Raia e Drogasil anunciaram nesta terça-feira que estão negociando uma associação para formação de única companhia listada no Novo Mercado da Bovespa.

Segundo fato relevante enviado à bolsa paulista e à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), as duas companhias afirmam que vêm estudando alternativas para estruturar a operação, bem como negociando um acordo de associação, para regular seus termos e condições. “Além disso, os acionistas que exercem o controle das duas companhias vêm negociando um acordo de acionistas”, informaram as empresas.

As ações de ambas as companhias dispararam nesta terça-feira, com operadores de mercado citando rumores de que elas estariam planejando se unir.

Em 2010, a Raia teve receita bruta de 1,9 bilhão de reais e a Drogasil apurou faturamento de 2,1 bilhões de reais. A Raia tinha 350 lojas no fim de dezembro, enquanto a Drogasil possuía 338 unidades, de acordo com informações nos demonstrativos de resultados de ambas as companhias.

As ações da Drogasil avançaram 10,23%, para 11,85 reais, enquanto as da Raia subiram 4,17%, a 27,71 reais. Os papéis não integram a carteira do Ibovespa, índice com os principais papéis brasileiros e que caiu 1,05% nesta terça.

A Drogasil ocupa a vice-liderança entre as redes de drogarias nacionais, seguida pela Raia. Em junho do ano passado, a Drogaria São Paulo adquiriu a rede Drogão, dando origem à maior rede farmacêutica paulista e nacional.

(com Reuters)