Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Draghi diz que euro é ‘irreversível’ e pede que políticos promovam reformas

Frankfurt (Alemanha), 2 ago (EFE).- O presidente do Banco Central Europeu (BCE), Mario Draghi, disse nesta quinta-feira que o ‘euro é irreversível’, e pediu aos políticos dos países da zona da moeda única que apliquem ‘com determinação’ as reformas estruturais.

Draghi, na entrevista coletiva após a reunião do conselho de Governo, destacou o problema causado pelas taxas de risco ‘excepcionalmente altas’ que alguns países da zona do euro têm que enfrentar.

‘As taxas de risco vinculadas aos temores sobre a irreversibilidade do euro são inaceitáveis e devem ser enfrentadas’, assegurou.

Para isso, explicou, os Governos ‘devem continuar adiante com a consolidação fiscal, as reformas estruturais e a construção institucional europeia com grande determinação’.

Tendo em vista que a implementação dessas medidas leva tempo e que os mercados podem demorar a reagir, Draghi ressaltou que ‘os Governos devem estar preparados’ para ativar o uso dos fundos de resgate na compra de dívida soberana ‘quando existirem condições excepcionais nos mercados financeiros’.

Esse discurso dos fundos seria realizado com ‘estrita condicionalidade’, asseverou.

Se isso acontecer, o BCE ‘poderia promover operações de mercado’ para apoiar esses países, acrescentou. EFE