Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Dólar cai 0,47% e se aproxima de R$ 3,60

Investidores seguiram sob a influência das declarações da presidente do Federal Reserve, Janet Yellen, de que o banco central dos EUA deve adotar cautela para elevar os juros

O dólar fechou em queda nesta quarta-feira e voltou a se aproximar dos 3,60 reais nesta quarta-feira, influenciado pela atuação contida do Banco Central no mercado de câmbio e por menores expectativas de aumentos de juros nos Estados Unidos. A moeda americana recuou 0,47%, a 3,62 reais.

“O mercado está com fome para vender dólar e hoje não faltou motivo”, disse o operador da corretora B&T Marcos Trabbold. O BC vendeu apenas 3.000 swaps reversos (equivalentes à compra futura de dólares), da oferta de até 20.000 contratos nesta manhã, mesmo com a pressão de baixa sobre o dólar.

A queda do dólar nesta sessão veio também em sintonia com os mercados externos. Os investidores continuavam repercutindo declarações da véspera da presidente do Federal Reserve, Janet Yellen, de que o banco central americano deve adotar cautela para elevar os juros. Eventual demora do Fed para apertar de novo a política monetária beneficiaria moedas emergentes, que oferecem rendimentos financeiros elevados.

Leia também:

A fábrica de dólares que produz mais de US$ 500 milhões por dia

A queda da moeda americana perdeu um pouco de fôlego durante a tarde, com investidores adotando um pouco mais de cautela em relação à perspectiva de impeachment da presidente Dilma Rousseff. Muitos operadores avaliam que eventual troca no governo poderia ajudar a recuperação econômica, embora alguns ressaltem que o quadro de incertezas políticas gere entraves à confiança. “A verdade é que não dá para ter muitas certezas com o noticiário político tão intenso”, disse o operador da corretora Spinelli José Carlos Amado.

Bovespa – O principal índice da Bovespa fechou praticamente estável nesta quarta-feira, após ultrapassar 52.000 pontos e renovar máxima de meio de sessão desde meados de 2015, conforme as ações da Petrobras perderam o fôlego. De acordo com dados preliminares, o Ibovespa subiu 0,11%, a 51.228 pontos. O volume financeiro no pregão somava 7,6 bilhões de reais.

O quadro positivo em Wall Street favoreceu a alta na maior parte do pregão, mas o cenário ainda nebuloso no ambiente político doméstico abriu espaço para alguma realização de lucro.

(Com Reuters)