Desemprego sobe e país tem 12 milhões de desocupados

Taxa subiu a 11,8% no trimestre e renda média real do trabalhador mostrou estabilidade em relação ao mesmo período do ano anterior

A taxa de desocupação no Brasil ficou em 11,8% no trimestre encerrado em agosto de 2016, de acordo com dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua) divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta sexta-feira. Isso significa que o país tem hoje 12 milhões de pessoas sem emprego.

Em igual período do ano passado, a taxa de desemprego medida pela Pnad Contínua estava em 8,7%. A renda média real do trabalhador foi de 2.011 reais no trimestre até agosto de 2016. O resultado representa estabilidade em relação ao mesmo período do ano anterior.

A massa de renda real habitual paga aos ocupados somou 177 bilhões de reais no trimestre até agosto, queda de 3,0% ante igual período do ano anterior.

Leia também:
Ações do Deutsche Bank despencam e desconfiança aumenta
Confiança do comércio cai em setembro após 4 altas, aponta FGV

Desde janeiro de 2014, o IBGE passou a divulgar a taxa de desocupação em bases trimestrais para todo o território nacional. A nova pesquisa substitui a Pesquisa Mensal de Emprego (PME), que abrangia apenas as seis principais regiões metropolitanas, e também a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) anual, que produz informações referentes somente ao mês de setembro de cada ano.

(Com Estadão Conteúdo)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Micky Oliver

    HERANÇA MALDITA!!!

    Curtir

  2. ANTONIO ANISIO

    Sabem o que dói mais,numa situação tão aflitiva como esta?
    É saber que,a maioria destes milhões,sempre votaram no PT!

    Curtir

  3. Fábio Luís Inaimo

    acho mesmo é que incluíram amnésia na lavagem cerebral desse povo.

    Curtir

  4. 12 Milhões de desempregados, comercio e industrias fechando herança do PT.

    Curtir

  5. Luciano Serpa

    Ooohhhh!!!
    Achavam que bolsa família era salário, agora recebam a cobrança, pois um dia essa conta chegaria p o Brasil pagar

    Curtir