Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Desemprego entre idosos e busca por vagas aumentam, diz pesquisa

Levantamento inédito do Vagas.com mostra maior procura por colocação por pessoas com mais de 60 anos, mesmo aposentadas, e vagas em queda

O número de profissionais da terceira idade desempregados aumentou, as vagas diminuíram para esse grupo e há mais interesse em voltar ao mercado mesmo entre quem já está aposentado. As informações são de um levantamento inédito feito pelo site de empregos Vagas.com.

A pesquisa considerou como desempregado na terceira idade pessoas com mais de 60 anos que disseram estar à procura de uma colocação profissional. O número saltou de 48% em 2012 para 72% em 2017. Foram ouvidas 2.367 pessoas entre os dias 13 e 20 de fevereiro.

Entre os que responderam à pesquisa, 76% estão aposentados, e quase todos buscam um emprego ou consideram voltar ao mercado de trabalho. Há cinco anos, o número de idosos aposentados, segundo o levantamento do site, era de 53% .

Para o coordenador de pesquisa do VAGAS.com, Rafael Urbano, o número indica uma necessidade de obter mais dinheiro mesmo para quem já tem uma fonte de recursos garantida .”Esse interesse pela volta ao mercado pode ser caracterizado pela queda na renda e consequente necessidade de complementação do orçamento”.

A pesquisa identificou essa motivação financeira para a busca de uma nova ocupação. Cerca de 57% pretendem ter uma renda extra para complementar o orçamento, ante 47% em 2012. Ganhar uma renda extra para pagar dívidas foi a razão apontada por 15% (eram 9%). Já outros 10% querem ganhar uma renda extra e poupar dinheiro, número que era de 7% há cinco anos.

Ofertas

Entretanto, ainda que a maioria destes desempregados estejam procurando uma recolocação no mercado, a procura pelo trabalho dos profissionais da terceira idade caiu.

Em 2012, 36% dos aposentados afirmaram ter recebido alguma proposta de emprego nos últimos três meses. Em 2017, esse número foi para 17%. “O mercado está retraído e com poucas oportunidades. Há alguns sinais de melhora e retomada, mas ainda pouco consistente. Com esse quadro, fica mais difícil as empresas buscarem profissionais e isso passa pela procura de aposentados”, analisa Urbano.

Nesse cenário, entre os 76% que se declararam desempregados, 68% aceitariam trabalhar em qualquer área, desde que haja oportunidade.