Desemprego é o maior da história para o trimestre, diz IBGE

O número é de 14 milhões, 1,1 milhão maior que o verificado no trimestre encerrado em janeiro e 2,6 milhões superior ao registrado no mesmo período de 2016

O número de desempregados no país atingiu  14,084 milhões de pessoas no trimestre encerrado em abril, segundo divulgou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta quarta-feira. A taxa verificada no período foi de 13,6%, a maior para trimestres terminados em abril desde o início da série histórica, em 2012. O número de desempregados é 1,1 milhão maior que o verificado no trimestre encerrado em janeiro e 2,6 milhões superior ao registrado no mesmo trimestre de 2016. 

O IBGE considera como desempregado as pessoas que buscam, mas não conseguem, ocupação formal. A taxa de desocupação representa a porcentagem da população em condições de trabalhar que não conseguiu emprego no período pesquisado.  Esse índice, agora em 13,6%, era de 12,6% no trimestre encerrado em janeiro, e de 11,2% entre fevereiro e abril de 2016.

A taxa de desemprego é diferente dos números de contratações registrados pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). A conta do Ministério do Trabalho, diferentemente da do IBGE, considera o número de criação de vagas e demissões formais no mês. Em abril, houve geração de 59.856 postos de trabalho formais no país, segundo o Caged.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Ei, petralhas, e os 45 milhões de ‘bolsistas’ ??? Voces tem medo de revelar a realidade brasileira??? Temos 60 MILHÕES de pessoas destruidas pelo socialismo do PT/PSDB. Por isso do maior indice de violencia do MUNDO!

    Curtir

  2. Tadeu Passarelli

    14 milhões que PERDERAM o emprêgo. Falta os que NUNCA TIVERAM.. 20 milhões? 30? 15?.. Grato, pestes… vancêis estão mijionários, néh…?

    Curtir

  3. Ezequiel Lima Feitosa Ezequiel

    Olhem ai bando de desgraça o resultado da roubalheira de vcs.

    Curtir

  4. ADRIANOVIAJANTE007

    O modelo econômico falido do atual governo e do anterior levará mais gente a miséria, principalmente se fizerem estas malditas reformas para sobrar dinheiro para mais uma vez desviarem, pois todos estão soltos e em seus postos ávidos para ficarem ricos.

    Curtir

  5. Robson La Luna Di Cola

    Causas básicas do desemprego no Brasil: 1) extrema dependência das exportações, neste mundo globalizado que está gerando desemprego no planeta inteiro 2) baixa produtividade de nossa economia, que não é competitiva. Mas não vejo nenhum especialista fazendo análises sérias sobre as causas reais. Nas páginas de comentários, o de sempre: túdukúpadupetê!

    Curtir

  6. Wilson A. Zamignani

    HERANÇA MALDITA DOS PETISTAS f*d*P

    Curtir