Déficit público cai, mas dívida sobe mais que o esperado na França em 2011

A França reduziu seu déficit público de 7,1% do PIB em 2010 para 5,2% em 2011, um resultado melhor que o esperado (a expectativa era de 5,7%), mas sua dívida pública chegou a 85,8%, acima da previsão oficial (84,9%), revelou nesta sexta-feira o Instituto Nacional de Estatísticas (INSEE).

Pouco antes, o presidente Nicolas Sarkozy, candidato à reeleição, havia elogiado os resultados do déficit público, dizendo que isso foi alcançado “graças aos esforços dos franceses” e ressaltou que, se conquistar um segundo mandato, cumprirá com sua promessa de reduzir o déficit “a 3% do PIB em 2013 e a 0% em 2016”.

O governo se comprometeu com seus sócios europeus a alcançar um objetivo de 5,7% do PIB, embora no fim de janeiro tenha indicado que o déficit seria, na realidade, de 5,4% ou 5,3%. A França deverá reduzir seu déficit a 4,5% neste ano, para situá-lo em cerca de 3% em 2013.

Já a dívida pública continuou irrefreável, a 85,8% do PIB em 2011, contra 82,3% em 2010, segundo o Instituto Nacional de Estatísticas. Inclusive é superior às expectativas do próprio governo, que havia expressado uma previsão de 84,9%.