Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Criação de emprego nos EUA é a maior em 15 anos

Em 2014, foram gerados 2,95 milhões de postos de trabalho, melhor marca desde 1999, quando foram abertas 3,17 milhões de vagas

A economia dos Estados Unidos criou 2,95 milhões de postos de trabalho em 2014, o melhor resultado desde 1999, quando foram geradas 3,17 milhões de vagas, segundo dados do Departamento do Trabalho americano, divulgados nesta sexta-feira. Apenas em dezembro, foram geradas 252 mil vagas, número que veio consideravelmente acima das estimativas de analistas do mercado, que esperavam a abertura de 240 mil postos.

Dezembro marcou o 11º mês seguido de criação de mais de 200 mil vagas, a mais longa série desde 1994. Além disso, os números de novembro e outubro foram revisados para cima, com criação de 50 mil vagas. Em novembro, foram gerados 353 mil postos de trabalho, ante a estimativa original de 321 mil. Em outubro, foram abertas 261 mil vagas, ante a leitura anterior de 243 mil empregos.

Leia mais:

Economia dos EUA cresce 5% no 3º tri, melhor ritmo em 11 anos

Crescimento dos EUA no 3º tri é revisado para 3,9%

No mês passado, a taxa de desemprego caiu a 5,6%, contra 5,8% no mês anterior, o nível mais baixo desde junho de 2008. Já o salário médio por hora no país caiu 0,05 dólares em dezembro, para 24,57 dólares. Na comparação anual, houve aumento de 1,7% nos salários.

Juros – Os resultados do mercado de trabalho fortalecem ainda mais os fundamentos da economia americana e abrem caminho para um aumento da taxa de juros pelo Federal Reserve (Fed, o bando central americano) este ano.

A autoridade monetária tem mantido sua taxa básica de juros perto de zero desde dezembro de 2008. Recentemente, o Fed sinalizou que está perto de aumentar os juros, mesmo que a inflação permaneça abaixo da meta de 2%. A maioria dos economistas espera que a primeira elevação aconteça em junho.

(Com agência Reuters e Estadão Conteúdo)