Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Cresce número de cédulas em circulação

Por Fernando Nakagawa

São Paulo – Apesar da percepção dos clientes de que a greve dos bancários secou alguns caixas eletrônicos de dinheiro, a quantidade de cédulas em circulação aumentou desde o início da greve. Levantamento feito pela Agência Estado com base nos dados do Banco Central mostra que todas as notas emitidas pelo BC tiveram aumento da circulação desde o dia 26 de setembro, um dia antes do início da greve. Ao total, 306,2 milhões de cédulas entraram em circulação nessas duas semanas até ontem – reforço de 7% no período.

A cédula que mais ganhou espaço foram as novas de R$ 50: 55,1 milhões de novas notas – o que soma R$ 2,7 bilhões – ganharam as ruas e os bolsos dos brasileiros desde o início da greve, um aumento de 31,5% sobre o universo em circulação. Outra que apresentou forte crescimento foi a nova cédula de R$ 100, cuja quantidade nos bolsos dos brasileiros aumentou 27,5% nas últimas duas semanas. Nesse caso, 17,7 milhões de novas cédulas chegaram às ruas. A circulação desses dois valores tem crescimento bem superior à média porque o BC tem trocado as cédulas com esses valores.

Entre as demais notas, a quantidade de R$ 20 na economia teve aumento de 73,3 milhões nos últimos 14 dias, o que representa aumento de 12%. Até mesmo as cédulas antigas de R$ 50 e R$ 100, que estão sendo gradualmente retiradas de circulação, tiveram um aumento discreto: 6,4% e 4,3%, respectivamente.

Tradicionalmente, há aumento da circulação de dinheiro nas datas próximas do dia 10 porque muitos trabalhadores recebem os salários nesse período do mês. Mas, mesmo na comparação entre os dias 10 de setembro e outubro, também há aumento do volume de cédulas em circulação. No total, o volume aumentou 1,2% no último mês. O ritmo desse mês, porém, é menor que o visto entre os dias 10 de agosto e setembro, quando a expansão do universo de cédulas em circulação havia aumentado 4%.