Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Congresso tem suas responsabilidades, diz relator de reforma

O relator da reforma trabalhista não fez uma previsão de quando a proposta será colocada em votação nas comissões ou no plenário do Senado

O relator da reforma trabalhista em duas comissões no Senado, Ricardo Ferraço (PSDB-ES), afirmou nesta terça-feira que, apesar da crise política “brutal” e “devastadora”, o Congresso precisa cumprir suas responsabilidades. O senador havia suspendido o calendário da proposta na última semana, quando foram divulgados detalhes de delação envolvendo inclusive o presidente Michel Temer, que passou a responder a um inquérito do Supremo Tribunal Federal (STF).

Ferraço mudou de rumo, nesta semana, e anunciou que iria apresentar seu parecer nesta terça à Comissão de Assuntos Econômicos, como previa seu calendário.

“O governo está em crise. E por isso nós vamos parar de trabalhar?”, disse o senador. “Nós não estamos de recesso. A alternativa seria que ficássemos em casa de braços cruzados vendo o país descer ladeira abaixo.”

O relator não quis fazer uma previsão, no entanto de votação da proposta nas comissões ou no plenário do Senado. “Não posso fazer qualquer afirmação sobre os desdobramentos desse debate. O debate vai definir o calendário e o prazo com que isso vai ser deliberado nas comissões e no plenário do Senado”, afirmou.

Questionado sobre a possibilidade de a proposta ser votada ainda neste semestre no plenário da Casa, Ferraço respondeu que não pode “afirmar nada com relação à votação”.

As reformas trabalhista e da Previdência são as duas principais medidas do governo a tramitar no Congresso. Se antes as propostas já enfrentavam resistência da base, o cenário ficou ainda mais difícil para o governo angariar votos após a divulgação dos áudios e das delações de executivos do grupo J&F implicando o presidente da República e importantes lideranças políticas.

(Com Reuters)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Social Democrata Nem Direita Nem Esquerda

    Essa reforma tem que passar urgente e Temer governar até 2018 para a estabilidade do país. Esse PT deveria fazer um grande favor a essa nação e ACABAR de vez.

    Curtir

  2. Paulo Bertazzi

    AS REFORMAS BENEFICIAM O BRASIL E NÃO O PRESIDENTE DA REPÚBLICA. ORA SENADORES,, + RESPONSABILIDADE POR FAVOR

    Curtir

  3. Amyr Feitosa

    se a Odebrecht controla 1/3 do congresso e os Batista outro terço não seria melhor pedir as patronos das mateúdas que vai mais rápido? quanta pressa em enrabar coitados !!!

    Curtir