Confiança do comércio cai em setembro após 4 altas, aponta FGV

Especialista da fundação acredita que quadro é de atenuação das taxas negativas, associado a cenário de retomada gradual do crescimento

O Índice de Confiança do Comércio (Icom) do Brasil interrompeu série de quatro altas e recuou em setembro diante da forte piora na avaliação da situação atual, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV) nesta sexta-feira.

Com queda de 1,7 ponto, o Icon chegou a 80,4 pontos. O Índice da Situação Atual (ISA) recuou 3,0 pontos e foi a 69,0 pontos, enquanto o Índice de Expectativas (IE) perdeu 0,4 ponto, chegando a 92,6 pontos.

Leia também:
Limite para financiar imóvel com poupança sobe para R$ 1,5 mi
Petrobras exigirá 10 anos de experiência para diretores

“A queda pontual da confiança do comércio em setembro caracteriza-se como um movimento de acomodação após forte alta no mês anterior. O quadro traçado pelo setor é de atenuação das taxas negativas de crescimento das vendas no trimestre, associado a um cenário de retomada gradual do crescimento ao longo dos próximos três a seis meses”, destacou o superintendente de estatísticas públicas da FGV/IBRE, Aloisio Campelo Jr.

(Com agência Reuters)