Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Conar investiga blogueiras por “mensalão” da moda

Blogueiras são investigadas por fazerem publicidade velada de produtos da varejista de cosméticos Sephora

O Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária (Conar) abriu, na última semana, três processos contra blogueiras de moda para investigar a suspeita de propaganda velada em seus posts. Segundo o órgão, a investigação tem como alvo a varejista de cosméticos francesa, Sephora, e as blogueiras Thássia Naves, Lala Rudge e Mariah Bernardes. Trata-se da primeira vez que o Conar investiga irregularidades na veiculação de publicidade em blogs.

Uma denúncia feita ao órgão apontava que as três blogueiras haviam feito posts e imagens de Instagram sobre produtos da marca YSL, cuja representação brasileira é da Sephora, quase que simultaneamente.

A semelhança de texto entre os três posts foi o que chamou a atenção do Conar. Segundo a assessoria de imprensa do órgão, “blogs não podem tentar disfarçar ou fazer com que o consumidor não perceba que se trata de propaganda comercial”. Ainda de acordo com o Conar, toda publicidade deve ser claramente identificada e percebida como tal pelo consumidor.

O Conar é a agência de autorregulamentação do mercado publicitário e costuma ter suas decisões respeitadas por anunciantes e veículos de comunicação. O processo é inédito por chegar a blogs que, em tese, produzem conteúdo opinativo.

Procurada pela reportagem do site de VEJA, a Sephora afirmou que ainda não iria se manifestar sobre o assunto. Segundo o Conar, a empresa e as três blogueiras já foram notificadas e terão cerca de 40 dias para apresentar sua defesa.

Leia mais:

O “it” blog de Garance Doré

Galeria de fotos: A moda segundo Garance Doré

Pano pra Manga: Willy Rizzo, paparazzo fashion