Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Conab eleva safra de soja; reduz a de milho por seca

SÃO PAULO, 10 Jan (Reuters) – A estimativa para a safra de soja 2011/12 do Brasil foi elevada para 71,75 milhões de toneladas com um incremento da área plantada e apesar da seca no Sul, de acordo com levantamento da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) divulgado nesta terça-feira.

No mês passado, a Conab havia estimado a produção em 71,29 milhões de toneladas.

A Conab elevou a área plantada de soja para 24,63 milhões de hectares em seu quarto levantamento para a atual temporada, contra 24,35 milhões de hectares em dezembro.

A estatal informou ainda que computou em seu levantamento parte das perdas decorrentes da estiagem que atinge a região Sul do Brasil e também parte da Sudeste e sudoeste de Mato Grosso do Sul.

Por outro lado, a Conab reduziu a previsão de safra de milho em função da estiagem.

“A gravidade climática afeta principalmente as lavouras de milho no Rio Grande do Sul, uma vez que se encontram predominantemente nas fases críticas de floração e frutificação”, informou no levantamento.

Diante da condição de estiagem nestas áreas, a Conab alertou para o possível impacto sobre as lavouras de soja, cuja maior parte se encontra na fase final de desenvolvimento vegetativo. E acrescenta que “para as fases seguintes, floração e frutificação, a normalidade climática é fundamental”.

A seca também atingiu lavouras de soja e milho do Paraná.

Na temporada passada, o Brasil (segundo produtor e exportador global da oleaginosa) colheu um recorde de 75,32 milhões de toneladas, segundo a Conab.

A projeção para a safra total de milho foi reduzida a 59,21 milhões de toneladas, ante 60,32 milhões de toneladas apontadas em dezembro, em meio à seca no Sul.

Já a safra de algodão em pluma foi elevada para 1,99 milhão de toneladas, contra 1,93 milhão de toneladas previstas anteriormente.

Segundo a estatal, precipitações registradas nas principais regiões produtoras -Mato Grosso e Bahia- favoreceram o início da semeadura. O levantamento indica ainda que os institutos meteorológicos estimam bom regime de chuvas que favorecerão a implantação e o desenvolvimento da cultura.

A safra de trigo em 2011, cuja colheita foi encerrada em dezembro, foi estimada em 5,79 milhões de toneladas, acima das 5,41 milhões de toneladas de dezembro, mas ainda inferior as 5,88 milhões de toneladas de 2010. A safra passada de trigo foi atingida por geadas no Paraná.

(Por Fabíola Gomes)