Comércio prevê vender 5% a mais, puxado por Dia das Mães

Segundo levantamento da FecomercioSP, a alta ocorre pela recuperação no comércio sobre os níveis fracos de 2016 e pela data comemorativa

As vendas do comércio em maio devem subir 4% sobre o mesmo mês do ano passado no estado de São Paulo e na capital paulista, segundo um levantamento da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP). Com a alta, o faturamento no mês seria de 50 bilhões de reais no estado e de 16 bilhões de reais na cidade.

O aumento projetado nas vendas se deve à recuperação no comércio e também ao Dia das Mães, que ocorrerá no dia 14, segundo a instituição.

A FecomercioSP considera que fatores como a queda da inflação, o ciclo de cortes na taxa básica de juros, a elevação na renda agrícola e o aumento da confiança do consumidor e empresários devem influenciar nos resultados. Essa combinação de fatores deve fazer com que setores que tem apresentado resultados fracos desde dezembro de 2016, como eletrônicos, eletrodomésticos e automóveis, apresentem recuperação sobre o ano passado.

A atividade que tende a mostrar a alta mais vigorosa em maio, segundo as projeções, deverá ser, mais uma vez, a de farmácias e perfumarias, cujo movimento deve alcançar taxa de crescimento de dois dígitos no mês, segundo a FecomércioSP.