Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Com alta do petróleo, dólar fecha em baixa de 0,78%

Avanço dos preços da commodity trouxe alívio ao humor nos mercados globais; moeda terminou o dia negociada por 4,07 reais

O dólar fechou em queda em relação ao real nesta terça-feira, com a recuperação dos preços do petróleo trazendo algum alívio ao humor nos mercados globais após dias de intensa preocupação. A moerda americana recuou 0,78%, a 4,07 reais, após atingir 4,05 reais na mínima da sessão.

“A volatilidade nos preços do petróleo continua sendo o principal fator influenciando o desempenho do câmbio no mundo”, disse o estrategista do Scotiabank para a América Latina Eduardo Suarez.

Os preços do petróleo voltaram a subir com força nesta sessão, em meio a esperanças de um acordo entre produtores que ajude a enfrentar o excesso global de oferta. O movimento alimentou a demanda por ativos de maior risco e levou o dólar a recuar em relação às principais moedas da América Latina.

A sessão anterior havia sido marcada por liquidez bastante reduzida devido a um feriado em São Paulo, que manteve a BM&FBovespa fechada. Nos mercados globais, a queda dos preços do petróleo na segunda-feira levou o dólar a avançar em relação a moedas de países emergentes, atingindo uma nova máxima histórica em relação ao peso colombiano.

“O apetite por risco se recuperou um pouco hoje. O mercado precisava de um dia de calma”, disse o operador de uma corretora nacional.

No cenário local, incertezas sobre a política econômica deixaram investidores com um pé atrás. O Banco Central divulga na quinta-feira a ata da reunião da semana passada do Comitê de Política Monetária (Copom), quando decidiu pela manutenção dos juros básicos apesar de ter sinalizado repetidamente que pretendia elevá-los em breve, em uma escolha controversa.

Leia também:

Brasileiro gastou 38,5% menos no exterior em 2015 por causa do dólar caro

Crise e dólar alto reduzem déficit externo para menor nível desde 2010

(Com agência Reuters)