Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Capacidade instalada da indústria sobe 1,4 ponto em maio–CNI

SÃO PAULO, 22 Jun (Reuters) – A Utilização da Capacidade Instalada (UCI) efetiva subiu 1,4 ponto em maio ao passar de 42,6 pontos para 44 pontos em abril, informou a Confederação Nacional da Indústria (CNI) nesta sexta-feira.

No informe Sondagem Industrial, a CNI destacou que o indicador permanece abaixo da linha divisória de 50 pontos, e que há 18 meses a indústria opera com mais ociosidade do que o usual. Em média, a indústria operou com 73 por cento da capacidade instalada, no mesmo patamar registrado no mesmo mês de 2011.

Os indicadores variam de zero a cem. Valores acima de 50 indicam expectativa positiva e abaixo, negativa.

Embora a produção industrial tenha voltado a registrar crescimento ao passar de 45,3 pontos em abril para 51,6 pontos em maio, não foi suficiente para reduzir os estoques indesejados.

Segundo a CNI, o crescimento na produção foi determinado pelo desempenho da indústria extrativa, cujo indicador atingiu 54,4 pontos e compensou a estagnação da indústria de transformação na comparação com maio de 2011.

“Mesmo com um pequeno crescimento na atividade, concentrado na indústria extrativa e nas grandes empresas, a utilização da capacidade instalada está baixa e os estoques estão aumentando”, disse o gerente-executivo da Unidade de Pesquisa e Competitividade da CNI, Renato da Fonseca, por meio de nota.

Segundo ele, os ajustes das empresas vão continuar nos próximos meses. “A redução no ritmo de produção não está sendo suficiente para compensar a queda no ritmo de vendas”.

O processo de ajuste de estoques já dura 14 meses. Em maio, o indicador de estoque efetivo em relação ao planejado ficou em 53,1 pontos, ante 53,0 no mês anterior e 50,9 no mesmo mês do ano passado.

(Reportagem de Camila Moreira)