Câmara aprova PEC do Gasto Público

Projeto passará por mais uma votação na Câmara antes de seguir para o Senado, que também votará a proposta duas vezes

A Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que impõe limita aos gastos públicos foi aprovada pela Câmara dos Deputados na noite desta segunda-feira. A aprovação ocorreu com 366 votos favoráveis, 111 contrários e duas abstenções. 

Eram necessários 308 votos para aprovar a medida em primeiro turno. A PEC tem de ser votada ainda em segundo turno antes de ser encaminhada ao Senado. Lá, também precisará ser votada duas vezes. O segundo turno da votação na Câmara está previsto para o dia 24.

A PEC cria um teto de despesas primárias federais que será reajustado pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), impondo limites individualizados para os poderes Executivo, Judiciário e Legislativo.

Ainda que tenha ocorrido apenas em primeiro turno até o momento, a aprovação é uma grande vitória para o governo. O presidente Michel Temer e a equipe econômica vinham tratando a PEC como um passo indispensável para o plano de ajuste das contas públicas. Na semana passada, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, fez pronunciamento em rede nacional para defender a proposta como medida essencial para a recuperação da economia.

A outra peça-chave nesse trabalho é a reforma da Previdência, cujos pontos ainda não estão totalmente definidos. O governo se reúne nesta terça-feira com representantes das centrais sindicais para tratar da reforma.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Severino de Araújo Ferreira

    Amanhã deveremos ter Bolsa subindo e dólar baixando, reflexo dos novos rumos da economia do País

    Curtir

  2. Arlindo Forni

    Governo e Câmara começam a fazer as coisas certas.
    Vamos ver se acaba o uso do cartão de crédito, como fez Dilma.

    Curtir

  3. João carlos

    Essa cambada de corruptos ladrão quebrou o país,ainda querem quebrar mais ainda a farra da roubalheiras acabou.

    Curtir

  4. Vanessa Pereira

    Que paradoxal os escroques petistas que tomaram o poder por meio de eleições fraudulentas agora não reconhecem o próprio governo que “elegeram”. Eu não votei e jamais votaria em Temer, muito menos em qualquer lixo do PT ou de esquerda.

    Curtir

  5. Fábio Luís Inaimo

    E a PêTêzada chooooora!!!

    Curtir

  6. Marcio Bamberg

    Contrata-se que 111 torcem contra o Brasil.

    Curtir

  7. Ei Choque, será que poderiam dar mais uma ajuda ao Brail? Tem mais 111, só que agora em Brasília.

    Curtir

  8. marcelo xavier

    Diante dos comentários abaixo dá para ter a ideia de quem são os leitores deste lixo de revista. Uma classe que não depende da saúde e educação pública. Parabéns pelo retrocesso.

    Curtir

  9. emerson zingaro dos santos

    Primeira grande vitória no Congresso, todos terão que participar da lição de casa para reduzir os gastos públicos, infelizmente o PT quase quebrou o Brasil, nos resta agora trabalhar muito e condenar os quadrilheiros da facção criminosa do poder (PT).

    Curtir

  10. alfredo carlos gomes

    todos os comunistas votaram contra o cerco à robarelha

    Curtir

  11. Gilberto Goes Junior

    Ponta pé inicial para Consertar o Estrago deixado pelo PT,Muitas Reformas são Necessárias Cortar a Carne da Classe Privilegiada Chega de Mordomias para Políticos e servidores,Igualdade já

    Curtir

  12. Fábio Luís Inaimo

    Marcelo Xavier caso queira se adiantar ao progresso, dirija-se a Venezuela, lá eles não tem teto de gastos,
    e o Sr não precisaria mais se desgastar lendo esta revista lixo e os comentários desse povo retrogrado, Que tal!?

    Curtir