Brasil fecha mais de 500 mil vagas no semestre

Este é o pior resultado para o período desde o início da série, em 2002; só em junho, 91 mil postos de trabalho deixaram de existir

O Brasil perdeu 91.032 vagas formais de emprego em junho deste ano, informou nesta quarta-feira o Ministério do Trabalho. O resultado do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) é fruto de 1.204.763 de contratações e 1.295.795 de demissões no período.

O resultado foi pior que o esperado por analistas do mercado financeiro consultados pela Agência Estado, que previam fechamento de 25.000 a 84.600 postos. A mediana das previsões era de 60.000 vagas encerradas.

O número de postos fechados em junho deste ano foi menor intenso que o de junho do ano passado, quando foram extintas 111.199 vagas. Ele superou, porém, as 72.615 demissões líquidas de maio de 2016.

Leia também:
Confiança do comércio melhora em julho pela 3ª vez seguida
Juros do cheque especial atingem o recorde de 315,7% ao ano

No acumulado do primeiro semestre, o saldo de postos fechados é de 531.765 vagas pela série com ajuste, ou seja, incluindo informações passadas pelas empresas fora do prazo. Este é o pior resultado para o período desde o início da série, em 2002.

No acumulado dos últimos doze meses, o país encerrou junho com 1.765.024 vagas a menos, também considerando dados com ajuste.

(Com Estadão Conteúdo)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Micky Oliver

    COMENTÁRIOS, OOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO…KD VC???????

    Curtir

  2. Henry Guerra

    Não tem nem o que comentar, é só lamentar mesmo, na vida do Brasileiro todo dia é dia de tomar 7×1….sempre um vexame.

    Curtir