Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Bolsas na Europa terminam pregão com leve alta

Por Renan Carreira

Londres – A maioria das bolsas europeias fechou em leve alta nesta terça-feira. Ao longo da sessão os mercados chegaram a operar no território negativo, com a notícia de que a agência de classificação de risco Fitch rebaixou o rating de 18 bancos da Espanha. Mais tarde, os investidores reagiram aos rumores de que os bancos centrais podem adotar medidas adicionais a fim de estimular a economia mundial, o que levou os mercados acionários dos Estados Unidos para o território positivo, ajudando a melhorar o sentimento na Europa. O índice Stoxx Europe 600 fechou a sessão em alta de 0,63%, aos 243,44 pontos.

As expectativas de que o Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA) pode agir para estimular a economia norte-americana aumentaram após o presidente do Fed de Chicago, Charles Evans, afirmar que uma política mais agressiva faria a taxa de desemprego no país cair mais rapidamente. O Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc, na sigla em inglês) se reúne nos dias 18 e 19 de junho.

O índice CAC-40, da bolsa de Paris, subiu 0,14%, fechando em 3.046,91 pontos, em meio às incertezas sobre o socorro à Espanha e sobre o futuro da zona do euro, com a proximidade das eleições na Grécia, que serão realizadas no próximo domingo. As ações do Crédit Agricole recuaram 2,8%, após o banco ter seus papéis rebaixados pela Oddo; Société Générale teve baixa de 0,9%, mas o BNP Paribas avançou 0,3%. Lafarge registrou ganho de 2,1%, depois de anunciar a aceleração de seu plano de corte de custos.

Em Londres, o índice FTSE-100 fechou em alta de 0,76%, aos 5.473,74 pontos, puxado pelas mineradoras, como a Randgold Resources (+3%) e a Fresnillo (+2,4%). Em Frankfurt, o índice DAX registrou ganho de 0,33%, aos 6.161,24 pontos. Liderando a sessão estão Fresenius (+2,7%), E.ON (+2,0%) e Deutsche Telekom (+1,7%).

O índice Ibex-35 da Bolsa de Madri subiu 0,09%, aos 6.522,50 pontos. “Os investidores ainda estão intrigados e preocupados sobre a situação econômica e orçamentária da Espanha”, disse a IG Markets. Mais cedo, no mercado de bônus, o yield (retorno ao investidor) do bônus de 10 anos espanhol subiu 33 pontos-base, para 6,86%, o nível mais alto desde a implementação do euro. Os papéis do Santander caíram 0,4% e BBVA recuou 0,2%. Por outro lado, Telefónica teve alta de 1,7% e Iberdrola registrou ganho de 0,9%.

Em Milão, o índice FTSE MIB fechou em queda de 0,70%, para 12.979,69 pontos. Banca Monte dei Paschi di Siena caiu 5,9%, UniCredit recuou 3,9% e Intesa Sanpaolo teve perda de 3,7%. O índice PSI-20, da Bolsa de Lisboa, terminou o dia com perda de 0,72%, aos 4.482,24 pontos. O índice ASE, da Bolsa de Atenas, caiu 1,4%, aos 489,35 pontos. As informações são da Dow Jones.