Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Bolsas europeias têm máxima em uma semana por montadoras

LONDRES, 10 Jan (Reuters) – O principal índice das ações europeias atingiu nesta terça-feira o maior nível de fechamento em uma semana depois que comentários encorajadores de algumas companhias líderes dos Estados Unidos e esperanças de mais afrouxamento da política monetária na China deram um impulso às ações cíclicas, com montadoras e mineradoras entre as de maior ganho setorial.

De acordo com dados preliminares, o FTSEurofirst 300 fechou em alta de 1,9 por cento, aos 1.027 pontos, o nível mais elevado desde 3 de janeiro.

Setores ligados ao crescimento global subiram, com o índice STOXX Europe 600 do setor automotivo em alta de 3,7 por cento e o índice de materiais básicos em elevação de 3,5 por cento.

Executivos da General Motors e da Ford deram perspectivas de mercado positivas, enquanto as demonstrações de resultados da Alcoa, que saíram na noite desta segunda-feira e nos quais a companhia deu uma perspectiva positiva para a demana do alumínio, também melhoraram o sentimento.

Enquanto as importações de cobre da China cresceram, ajudando a impulsionar as mineradoras, dados mostrando que as exportações e importações da China cresceram em seu ritmo mais lento em mais de dois anos em dezembro aumentaram as esperanças de mais afrouxamento da política monetária por parte de Pequim.

“As importações chinesas estão desacelerando e isso indica que o país pode começar a estimular sua economia e criar mais alguma liquidez para o mundo inteiro”, disse o diretor de pesquisa do BNP Paribas Fortis Global Markets, Philippe Gijsels, em Bruxelas.

“As pessoas estão pondo dinheiro em ações e o movimento de alta pode se prolongar um pouco mais já que ninguém quer perder o rali. Mas precisamos de alguma confirmação para ver que as coisas estão de fato melhorando. É também muito cedo para chamar o piso do mercado.”

Em LONDRES, o índice Financial Times subiu 1,5 por cento, a 5.696 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX avançou 2,42 por cento, para 6.162 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 teve alta de 2,66 por cento, a 3.210 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib saltou 3,08 por cento, para 14.844 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 ganhou 2,34 por cento, a 8.472 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 recuou 0,25 por cento, para 5.555 pontos.

(Reportagem de Atul Prakash)