Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Bolsas de NY fecham quase estáveis

Por Gustavo Nicoletta

Nova York – Os principais índices do mercado de ações dos EUA fecharam perto da estabilidade – com exceção do Nasdaq, que teve um avanço relativamente acentuado -, refletindo a cautela dos investidores antes da decisão do Parlamento da Eslováquia sobre as modificações na Linha de Estabilidade Financeira Europeia (EFSF), que só foi divulgada após o fechamento das bolsas norte-americanas.

O parlamento da Eslováquia decidiu rejeitar um projeto de lei que autorizaria algumas modificações na EFSF, entre elas a expansão do mecanismo. Todos os demais países da zona do euro já aprovaram essas alterações, mas sem o apoio eslovaco a reforma não poderá prosseguir.

O Dow Jones caiu 16,88 pontos, ou 0,15%, para 11.416,30 pontos, e registrou uma oscilação intradia de 82,19 pontos – a menor desde 20 de julho. O Nasdaq avançou 16,98 pontos, ou 0,66%, para 2.583,03 pontos, enquanto o S&P 500 teve ganho de 0,65 ponto, ou 0,05%, para 1.195,54 pontos.

“Nós aparentemente estamos mais fechados num determinado intervalo e eu acho isso saudável”, disse Liz Miller, presidente da Summit Place Financial Advisors. “Parece que estamos nos desprendendo da crise europeia. A preocupação certamente não sumiu, mas há mais evidências de movimentos políticos”, acrescentou.

A Alcoa inaugurou simbolicamente a temporada de balanços hoje, depois do fechamento das bolsas dos EUA. A companhia divulgou que seu lucro líquido no terceiro trimestre somou US$ 172 bilhões, ou US$ 0,15 por ação, resultado praticamente três vezes maior que o obtido em igual período do ano passado. Analistas, no entanto, esperavam um lucro por ação de US$ 0,22. As ações da companhia, que fecharam em alta de 2,08%, caíam mais de 5% no after hours.

Entre outros destaques da sessão, a 99 Cents Only Stores fechou em alta de 4,39% depois de concordar em ser vendida a Ares Management e ao Canada Pension Plan Investment Board por US$ 1,6 bilhão. Já a AMR – controladora da American Airlines – anunciou que vai cortar em 3% sua capacidade no quarto trimestre por causa dos preços altos do combustível e da incerteza econômica. Os papéis da companhia subiram 7,11%.

No mercado de Treasuries, os preços caíram, com respectivo movimento inverso dos juros, pressionados pela realização de lucros. No final da tarde em Nova York, o juro projetado pelos T-bonds de 30 anos estava em 3,111%, de 3,007% na sexta-feira; o juro das T-notes de 10 anos estava em 2,156%, de 2,061%; o juro das T-notes de 2 anos estava em 0,312%, de 0,288%. As informações são da Dow Jones.