Bolsas da Europa sobem sob espera de ação de BCs

Por Renan Carreira

Londres – As bolsas europeias fecharam em alta nesta sexta-feira, com investidores animados com notícias de que os bancos centrais estão prontos para acalmar os mercados financeiros se as eleições no próximo domingo na Grécia provocarem mais turbulência econômica. O índice Stoxx Europe 600 fechou a sessão em alta de 0,98%, aos 244,21 pontos, e na semana subiu 0,94%.

O índice ASE, da Bolsa de Atenas, subiu 1,85%, aos 560,26 pontos, após na quinta-feira ter registrado um avanço de 10,12% depois de uma pesquisa não oficial apontar a vitória do Partido Nova Democracia, que é a favor do segundo pacote internacional de socorro à Grécia. Na semana, o ASE terminou com ganho de 13,7%.

Nesta sexta-feira, o presidente do Banco Central Europeu (BCE), Mario Draghi, disse que a instituição continuará o “seu papel essencial” de prover liquidez para bancos sólidos diante de colaterais apropriados. Os comentários sugerem que o banco central pode estar pronto para responder a pedidos internacionais para relaxar as condições monetárias nos 17 países da zona do euro, à medida que os riscos financeiros aumentam.

Ele também disse que as expectativas de inflação na zona do euro estão bem ancoradas e que não há ameaças inflacionárias em outros países da zona do euro. Para especialistas, as declarações sinalizam que Draghi deixou a porta aberta para um relaxamento monetário, se a zona do euro progredir com suas mudanças estruturais.

As eleições na Grécia são vistas como um divisor de águas na crise da zona do euro, já que podem levar o país a abandonar a moeda única, dependendo do resultado do pleito.

Na França, a maioria dos papéis operou em território positivo, com a Total em alta de 1,6%. As ações da AXA avançaram 4,1%, enquanto o Société Générale teve ganho de 5% e o Crédit Agricole subiu 6,3%. O índice CAC-40, da Bolsa de Paris, teve alta de 1,82%, fechando em 3.087,62 pontos, e na semana registrou ganho de 1,18%. Carrefour subiu 5,9% após informar que vai vender sua participação em sua unidade grega.

Os papéis alemães também operaram em alta, com Commerzbank (+5,7%) e Deutsche Bank (+2,4%). Em Frankfurt, o índice DAX registrou ganho de 1,48%, aos 6.229,41 pontos, e na semana subiu 1,61%. Em Londres, o índice FTSE-100 fechou em alta de 0,22%, aos 5.478,81 pontos, e na semana teve ganho de 0,80%. Royal Bank of Scotland subiu 7,9%, Lloyds Banking Group avançou 5,2% e Barclays terminou o dia com ganho de 4,2%.

O índice Ibex-35 da Bolsa de Madri teve alta de 0,34%, aos 6.719,00 pontos, e na semana avançou 2,55%. Em Milão, o índice FTSE MIB fechou em alta de 2,34%, para 13.390,69 pontos. No entanto, na semana o índice recuou 0,53%. O índice PSI-20, da Bolsa de Lisboa, terminou o dia na máxima, com ganho de 2,60%, aos 4.563,15 pontos, e na semana subiu 0,75%. As informações são da Dow Jones.