Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

BOLSA EUA-Mercados avançam, embora próximos de nova queda semanal

NOVA YORK, 11 Mai (Reuters) – As bolsas norte-americanas operam em alta nesta sexta-feira, embora sigam a caminho de uma segunda semana de quedas acumuladas depois que a companhia JPMorgan Chase & Co revelou perdas de pelo menos 2 bilhões de dólares com uma estratégia de hedge fracassada.

A notícia pesou sobre as ações de bancos, fazendo o índice do setor no Dow Jones cair 8,9 por cento. No entanto, os mercados norte-americanos inverteram a trajetória após as perdas registradas pela manhã, dando seguimento à tendência dos investidores nesta semana de aproveitar a ocasião para comprar.

Às 13h31 (horário de Brasília), o indicador Dow Jonessubia 0,25 por cento, a 12.886 pontos, enquanto o S&P 500tinha valorização de 0,30 por cento, a 1.362 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq tinha ganhos de 0,62 por cento, a 2.951 pontos.

No acumulado da semana, o S&P registra baixa de 1,1 por cento, o Dow Jones de 1,8 por cento, e o Nasdaq, de 1,2 por cento. Os três podem registrar nesta sexta-feira sua segunda semana acumulada de perdas.

Os mercados receberam incentivos para a alta nesta sexta-feira em dados sobre o sentimento do consumidor nos Estados Unidos e nos ganhos anunciados pela fabricante de chips Nvidia Corp.

O sentimento do consumidor norte-americano subiu para 77,8 no início de maio, ante 76,4 em abril, atingindo o maior nível em mais de quatro anos no início de maio, segundo dados preliminares da Thomson Reuters e da Universidade de Michigan divulgados nesta sexta-feira.

Já os papéis da Nvidia Corp chegaram a subir 9 por cento, para 13,45 dólares, após a divulgação de perspectivas favoráveis a sua atuação e de números ajustados de seu balanço sobre o primeiro trimestre, superando expectativas.

Por sua vez, o JPMorgan Chase, maior banco dos Estados Unidos em ativos, perdeu pelo menos 2 bilhões de dólares em uma estratégia de hedge equivocada, uma operação com ações que afetou a reputação da instituição financeira e do presidente-executivo Jamie Dimon.

“Essa surpresa criou muita incerteza, e está tirando o vento de nossas velas”, avaliou o diretor de operações da BNY ConvergEx Group, em Nova York, Joseph Cangemi. “No entanto, vejo isso como específico ao JPMorgan, não um assunto sistêmico…”, completou.

(Reportagem de Ryan Vlastelica)

REUTERS DF FR PD