Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

BOLSA EUA-Índices fecham praticamente estáveis antes de balanços

(Texto atualizado com novas informações após o fechamento oficial)

Por Caroline Valetkevitch

NOVA YORK, 11 de outubro (Reuters) – Os ganhos do mercado acionário norte-americano tiveram uma pausa nesta terça-feira após o índice Standard and Poor’s 500 registrar a melhor série de cinco dias em mais de dois anos, conforme investidores buscam nos resultados de empresas um motivo para estender a recuperação do mercado.

Segundo dados preliminares, o índice Dow Jones, referência da Bolsa de Nova York, recuou 0,15 por cento, para 11.416 pontos. O S&P 500 teve variação positiva de 0,05 por cento, para 1.195 pontos, enquanto que o termômetro de tecnologia Nasdaq subiu 0,66 por cento, para 2.583 pontos.

As ações oscilaram entre ganhos e perdas ao longo do pregão. Os mercados têm reagido a notícias da zona do euro, onde autoridades estão tentando conter uma crise da dívida que ameaça grandes bancos europeus e a estabilidade financeira global.

O foco agora se dirigirá para a temporada de balanços corporativos, que começou com os resultados da Alcoa. Indicadores econômicos norte-americanos deram sinais de crescimento lento e investidores estão esperando para ver como isso afetou os lucros de empresas.

“Os balanços são sempre importantes, mais ainda após resultados sólidos ao longo de vários trimestres em muitos setores. Acho que investidores vão querer ver isso se manter ou se consolidar. De outra forma, novas ondas de vendas poderão ser vistas”, disse o presidente e gerente de portfólio na Permanent Portfolio Funds, Michael Cuggino, em San Francisco.

Os papéis do setor de matérias-primas recuaram ao longo do terceiro trimestre com preocupações quanto à desaceleração do crescimento global. A ação da Alcoa teve alta de 2 por cento no pregão regular, mas acumula desvalorização de 35 por cento desde o início do terceiro trimestre.

Após o fechamento do mercado, a Alcoa informou que o lucro trimestral saltou em relação ao ano anterior, mas os lucros e a receita recuaram ante o segundo trimestre com a desaceleração do crescimento econômico sobre o primeiro semestre.