Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

BOLSA EUA-Após balanço, papéis da Apple disparam no after market

(Texto atualizado com cotação da Apple após o fechamento)

Por Caroline Valetkevitch

NOVA YORK, 24 Abr (Reuters) – Os índices Dow Jones e S&P 500 fecharam em alta nesta terça-feira, após fortes balanços e previsões positivas de gigantes do setor manufatureiro, como a 3M, e com os papéis da Apple disparando após a divulgação de balanço trimestral da empresa, que havia encerrado o pregão regular em baixa.

O índice Dow Jones, referência da bolsa de Nova York, avançou 0,58 por cento, para 13.001 pontos. O índice Standard & Poor’s 500 teve valorização de 0,37 por cento, para 1.371 pontos.

Já o termômetro de tecnologia Nasdaq, ainda influenciado pela baixa da Apple até o fechamento, caiu 0,30 por cento no pregão regular, para 2.961 pontos.

A ação da Apple, que havia recuado 2 por cento, para 560,28 dólares, pouco antes da divulgação dos resultados da companhia, disparou no after market 6,9 por cento, para 599 dólares. A Apple anunciou que encerrou o trimestre com lucro de US$ 12,30 por título.

A ação da empresa de maior valor de mercado do mundo sofreu quedas em semanas recentes, após uma escalada de grandes proporções -o papel da Apple chegou a ter alta acumulada de 38 por cento no ano-, em contraste com um ganho de 60 por cento no ano registrado no início do mês.

A 3M registrou, por sua vez, um aumento em seu lucro trimestral e elevou levemente sua previsão para o ano, ajudando a elevar o Dow Jones, junto com o desempenho da AT&T, que fechou em alta de mais de 3,5 por cento.

A temporada de balanços tem se mostrado, até agora, mais forte do que analistas previam. Cento e cinquenta e três companhias contabilizadas no S&P 500 já divulgaram seus balanços, com mais de três quartos superando as estimativas, de acordo com dados da Thomson Reuters Proprietary Research.

“Balanços de empresas norte-americanas têm sido bem fortes”, avaliou a vice-presidente de ações do Calvert Investment Management, Natalie Trunow, cuja empresa administra cerca de 13 bilhões de dólares em ativos.

“Os resultados negativos estão recebendo mais atenção do que os positivos, mas os bons resultados estão fornecendo algum apoio”, completou.

REUTERS BBF FR