Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

BOLSA EUA-Ainda presos à Europa, índices recuam pelo 5o dia

(Texto atualizado com mais informações após o fechamento oficial)

Por Angela Moon

NOVA YORK, 22 de novembro (Reuters) – Os principais índices das bolsas dos Estados Unidos recuaram pela quinta sessão consecutiva nesta terça-feira, tendo perdido mais de 5 por cento no período conforme os custos do crédito na Espanha atingiram outro recorde.

O índice Dow Jones, referência da bolsa de Nova York, recuou 0,46 por cento, para 11.493 pontos. O índice Standard & Poor’s 500 teve desvalorização de 0,41 por cento, para 1.188 pontos. O termômetro de tecnologia Nasdaq caiu 0,07 por cento, para 2.521 pontos.

O mercado permanece preso a temores relativos à piora da crise na Europa, onde o aumento dos juros de dívidas sugere que o cenário continua a se deteriorar. O desempenho das ações continua vinculado à volatilidade do mercado de crédito europeu.

A notícia de que o Fundo Monetário Internacional disponibilizará crédito de curto prazo para países da zona do euro com dificuldades deu aos papéis um impulso temporário, mas os ganhos se dissiparam rapidamente.

O custo do crédito a curto prazo na Espanha atingiu uma máxima em 14 anos nesta terça-feira com a incerteza política sobre uma solução para a crise europeia.

O S&P se manteve próximo ao patamar de 1.187 pontos, visto como o próximo nível técnico de suporte que representa a variação de 61,8 por cento entre a máxima e a mínima de 2011. O índice caiu para baixo do nível de 1.200 pontos na semana passada.

Joseph Cusick, analista sênior de mercado na OptionsXpress em Chicago, afirmou que o mercado acionário está sendo golpeado e está chegando a um nível técnico de sobrevenda.

“Ficarei atento ao nível de 1.200 pontos no S&P. Se ele for atingido, ele recuperaria cerca de 50 por cento das perdas dos últimos dois dias, agindo potencialmente como uma área de referência para os altistas”.