Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Bolsa de NY avança por indicadores, petróleo e balanços

Por Renato Martins

Nova York – O mercado norte-americano de ações fechou em alta na quarta-feira pelo segundo dia consecutivo. Os investidores reagiram favoravelmente ao indicador de vendas pendentes de imóveis e ao informe de resultados da construtora de casas Lennar. Outros fatores positivos foram o indicador de encomendas de bens duráveis em maio, que subiu pela primeira vez em três meses, e a alta dos preços do petróleo, que beneficiou as ações do setor.

Participantes do mercado ressalvaram que são baixas as expectativas em relação ao encontro de cúpula da União Europeia, que começa na quinta-feira. “É um processo longo de negociações, que depende de carisma e de capacidade de persuasão dos líderes e do que eles levarão de volta a seus eleitores. Todo mundo precisa dar e receber”, comentou Virginie Maisonneuve, chefe de global equities da Schroder Investment management.

Segundo ela, os investidores estarão atentos a sinais sutis sobre a disposição dos dirigentes europeus para trabalhar em conjunto. “Se tivermos o sr. Hollande dizendo à sra. Merkel que ela está atrapalhando e houver mais sinais de conflito, isso não vai ajudar nem um pouco”, disse Maisonneuve.

Entre as componentes do índice Dow Jones, os destaques foram JPMorgan Chase (+3,00%) e Bank of America (+2,04%). As ações da construtora de casas Lennar subiram 4,78%, em reação a seu informe de resultados. As da Monsanto, que também divulgou balanço, avançaram 3,88%. As da Google, que lançou seu tablet, o Nexus 7, subiram 0,82%. As do Facebook caíram 2,63%, no primeiro dia após a quarentena obrigatória para a divulgação de pesquisas e recomendações de analistas após a oferta pública inicial.

O índice Dow Jones terminou com ganho de 92,34 pontos (0,74%), aos 12.627,01 pontos. O Nasdaq fechou em alta de 21,26 pontos (0,74%), em 2.875,32 pontos. O S&P-500 finalizou com avanço de 11,86 pontos (0,90%), a 1.331,85 pontos. O NYSE Composite acabou com valorização de 70,96 pontos (0,94%), em 7.598,05 pontos. As informações são da Dow Jones.