Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Bolsa de Hong Kong compra London Metals Exchange por US$ 2,15 bilhões

A Bolsa de Hong Kong anunciou nesta sexta-feira a compra da London Metal Exchange (LME), o mercado de compra e venda de metais mais importante do mundo, em uma operação que permitirá à instituição londrina se aproximar dos compradores asiáticos, em particular da China.

Para esta operação, a Bolsa de Hong Kong (HKEx) deverá desembolsar 2,15 bilhões de dólares (1,7 bilhão de euros).

“A Bolsa de Hong Kong identificou uma demanda particular nas transações de matérias-primas, sobretudo de metais, para sustentar o consumo importante e crescente de metais na Ásia, principalmente na China”, afirmou o grupo em um comunicado.

Para Martin Abbott, diretor-geral da LME, um mercado criado há 135 anos, a operação “garante o futuro da LME para os próximos 135 anos”.

“Os índices mundiais da LME, assim como sua posição eminente da Bolsa de Hong Kong na Ásia, sua técnica, seus recursos para as transações e sua perícia em questões de compensações financeiras vão reforçar nossa posição de mercado número um dos metais de base”, acrescentou.

Por sua vez, a Bolsa de Hong Kong também poderá “desenvolver sua oferta em relação às transações de matérias-primas e diversificar suas fontes de renda”, comemorou a entidade em um comunicado.

A LME, que controla 80% dos intercâmbios de metais no mundo, havia anunciado no fim de maio a seleção de duas ofertas de compra, sem comunicar os nomes dos candidatos. A imprensa citou na época como possíveis compradores a Bolsa de Hong Kong e o operador americano InterContinentalExchange (ICE).

“A compra da LME Holdings representa uma oportunidade única para nós, para nos tornarmos de uma vez só um dos principais atores do mercado de matérias-primas”, disse o diretor-geral da HKEx, Charles Li.