Bilionário saudita compra cobertura mais alta de Nova York

Fawaz Al Hokair adquiriu apartamento com vista para o Central Park por valor equivalente a 290 milhões de reais

O apartamento mais alto de Nova York, uma mansão de 767 metros quadrados, foi vendido ao bilionário saudita Fawaz Al Hokair por 87,7 milhões de dólares (290 milhões de reais). A cobertura fica no topo dos 450 metros do edifício 432 Park Avenue, a três quadras do Central Park. O negócio registrou o maior valor pago por metro quadrado da cidade e a maior venda do tipo no ano.

Vista do prédio 432 Park Ave

Vista do prédio 432 Park Ave  (Divulgação)

O apartamento conta com itens como lareira, piso aquecido no banheiro e janelas quadradas de 3 metros de largura. Al Hokair é dono do Fawaz Alhokair Group, um conglomerado saudita de negócios imobiliários com mais de 2.000 propriedades no Oriente Médio. Sua fortuna foi estimada pela revista Forbes em 1,4 bilhão de dólares (4,63 bilhões de reais) em 2015. 

Leia também:
Brasileiro endividado mal sabe o quanto ganha e o quanto deve
Está desempregado? Conheça dez sites para achar um novo trabalho

A venda mais cara até então no 432 Park Avenue havia sido a de uma outra unidade – que ocupa um andar inteiro, mas não é cobertura – por 59,1 milhões de reais (195,47 milhões de reais), em junho. O recorde de negociação residencial mais cara na cidade foi pela cobertura do edifício One57, em janeiro do ano passado, por 100,5 milhões de dólares (332,4 milhões de reais). O prédio fica na 57ª avenida, perto do 432 Park Avenue e a duas ruas de distância do Central Park.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Micky Oliver

    Vai servir de farol para os terroristas!

    Curtir

  2. Amigo, vai servir de farol paras todas as outras coisas !!!!

    Curtir

  3. COPY ARTY'S COPIADORA

    sera com um salario minimo juntando aqui daria para compra 880,00 reais

    Curtir

  4. Daniel Tavares

    Queria “apenas” ser o corretor de imóveis responsável por essa venda

    Curtir

  5. Vanderlei Nunes

    Só a comissão de corretor ja daria para se aposentar

    Curtir