Barroso considera crise da dívida maior desafio da história da UE

O presidente da Comissão Europeia, o português José Manuel Durão Barroso, afirmou nesta quarta-feira que a crise da dívida representa “o maior desafio da história” da União Europeia (UE) e garantiu que a Grécia permanecerá na Eurozona.

Também nesta quarta-feira, a Comissão aprovou uma proposta de taxa sobre as transações financeiras, que deve render 55 bilhões de euros por ano, anunciou Barroso.

“Estamos enfrentando hoje o maior desafio da história de nossa união”.

“Durante os três últimos anos, os Estados membros concederam ajudas e garantias ao setor financeiro de 4,6 trilhões de euros. É hora do setor financeiro dar sua contribuição à sociedade”, disse Barroso no discurso sobre o Estado da União no Parlamento Europeu em Estrasburgo.

A taxa sobre transações financeira, aplicada aos 27 países membros da UE, “pode gerar uma arrecadação de 55 bilhões de euros ao ano”.

Também disse que a “Grécia está e permanecerá na zona do euro”.

“A Grécia deve cumprir plenamente e a tempo seus compromissos em termos de redução do déficit público”, destacou, antes de afirmar que UE continuará apoiando os países que têm dificuldades “até que voltem a ter acesso ao mercado”.

“O caso da Grécia não é uma prova de velocidade, e sim uma maratona”.