Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Bancos cortam previsão de alta do PIB para 3,2% no ano

Por Francisco Carlos de Assis

São Paulo – O Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil deverá crescer 3,2% em 2011, segundo a mediana das expectativas de 30 bancos que participaram de pesquisa divulgada hoje pela Federação Brasileira de Bancos (Febraban). O levantamento, feito entre os dias 28 de outubro e 1º de novembro, também estima uma expansão de 3,6% do PIB em 2012.

A pesquisa atual apresenta uma piora nas expectativas dos bancos para quase todos os indicadores na comparação com o levantamento realizado em setembro. Na pesquisa anterior, a projeção dos 33 bancos consultados naquele momento em relação ao PIB apontava para uma expansão da economia de 3,5% em 2011 e de 3,8% no ano que vem. Isso mostra que, do levantamento de setembro para o de outubro, os bancos reduziram a expectativa de crescimento do PIB em 0,3 ponto porcentual (pp) em 2011 e em 0,2 pp para 2012.

Para o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), indicador utilizado como medidor oficial da inflação, o levantamento atual mostra que a mediana das expectativas para este ano é de 6,5% e em 2012, de 5,7%. Na pesquisa anterior, as previsões eram de 6,4% no encerramento deste ano e de 5,5% em 2012. Neste caso, a mediana das previsões de inflação para 2011 foi aumentada em 0,1 ponto porcentual e a do ano que vem, em 0,2 ponto porcentual.

A taxa básica de juros, a Selic, segundo os bancos que participaram da pesquisa de outubro, deverá terminar 2011 em 11%, a mesma taxa prevista no levantamento anterior. Para 2012, no entanto, os bancos reduziram a previsão para 10% de uma expectativa anterior que era de 10,63%.

Para o dólar, a mediana das expectativas dos bancos é de que a moeda norte-americana fechará este ano cotada a R$ 1,74 e em 2012, em R$ 1,75. Na pesquisa anterior, as previsões eram de R$ 1,63 e de R$ 1,66 para 2011 e 2012, respectivamente.

Estados Unidos

A economia norte-americana deverá encerrar este ano mostrando um crescimento de 1,7%, segundo a pesquisa da Febraban. Para 2012, a mediana das expectativas dos bancos aponta para uma expansão de 2% do PIB dos EUA. Na pesquisa anterior, as projeções eram de um crescimento norte-americano da ordem de 1,8% em 2011 e de 2,2%, em 2012.

Já a inflação norte-americana medida pelo Índice de Preços ao Consumidor (CPI, na sigla em inglês) deverá encerrar 2011 em 3% ante projeção de 2,8% na pesquisa anterior, de acordo com os bancos pesquisados em outubro. Para o próximo ano, a previsão é de uma inflação de 2,1% no varejo norte-americano ante 2% no levantamento de setembro.

A taxa básica de juros dos EUA medida pelos Fed Funds deverá encerrar este ano em 0,25% ante 0,3% na pesquisa anterior. Em 2012, a projeção é de que a taxa de juros nos EUA feche em 0,25% ante 0,27% na pesquisa anterior.