Banco do Japão baixa juros para nível entre 0 e 0,1%

Em uma decisão inesperada, o Banco do Japão (BOJ) decidiu hoje por unanimidade instituir a taxa de juros do país no nível entre 0% e 0,1%.

Desde dezembro de 2008, a taxa de juros interbancária estava no Japão em 0,1%. Por isso, a decisão de hoje, na prática, a coloca em zero, com a intenção de incentivar a reativação econômica e lutar contra a deflação.

Em comunicado, o Banco do Japão explicou hoje que manterá sua “política de taxas de juros virtualmente em zero” até que o julgue conveniente para conseguir uma estabilidade nos preços, a médio e longo prazo.

A entidade financeira, que tinha sido pressionada pelo Governo para flexibilizar ainda mais sua política monetária, explicou que a economia japonesa continua mostrando sinais de recuperação, mas está se debilitando “em parte por causa do arrefecimento das economias estrangeiras e pelos efeitos da apreciação do iene”.

A decisão do BOJ superou as expectativas do mercado e produziu imediatamente uma alta de 1% do índice Nikkei da Bolsa de Tóquio, assim como uma ligeira depreciação do iene.

Além disso, o BOJ decidiu hoje, ao término de uma reunião de dois dias em Tóquio, estudar a possível criação de um fundo para adquirir bônus do Governo e outros ativos, a fim de pôr mais dinheiro em circulação.

No dia 15 de setembro, o Governo japonês interveio no mercado de divisas para depreciar o iene, pois a moeda estava em seu nível mais alto frente ao dólar nos últimos 15 anos – o que afetava negativamente as perspectivas de recuperação econômica e prejudicava especialmente os exportadores.

Após a decisão de hoje do BOJ, o dólar era cotado no patamar de 83 ienes.

De março de 2001 até março de 2006, os juros se mantiveram praticamente em 0% no Japão, com o objetivo de frear a deflação e estabilizar o sistema financeiro.

(com Agência EFE)