Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Atividade manufatureira da China cai pelo 2.º mês seguido

Índice de Gerentes de Compras, prévia do indicador oficial, atingiu 48,7

A atividade manufatureira da China sofreu queda pelo segundo mês consecutivo em dezembro, informou o jornal britânico Financial Times nesta-sexta-feira. A queda nas demandas doméstica e internacional são os principais fatores apontados para a queda.

O Índice de Gerentes de Compras (PMI) do HSBC para a China, uma espécie de prévia dos dados de produção industrial oficiais, atingiu 48,7 neste mês. Abaixo de 50, o indicador reflete contração. Acima, expansão. Em novembro, o PMI foi de 47,7.

O resultado reforça o cenário propício à implantação de políticas de estímulo. O Banco Popular da China, banco central do país, deve reduzir os depósitos compulsórios – recursos que os bancos são obrigados a manter junto ao banco central – para permitir que as instituições injetem mais crédito na economia para enfrentar as dificuldades advindas da crise de dívida da Europa e da menor demanda dos Estados Unidos.

“Somadas as correções em curso no mercado imobiliário, ganha força o quadro para uma ação mais agressiva em âmbitos fiscal e monetário para estabilizar o crescimento e o emprego”, disse Qu Hongbin, economista do HSBC para a China . O economista também ressaltou que a China vai evitar um pouso forçado de sua economia, contanto que medidas de estímulo sejam adotadas nos próximos meses.

(Com Reuters)