Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Após reduzir taxas de fundos, BB espera captação maior

Por Altamiro Silva Júnior

São Paulo – O Banco do Brasil espera ampliar a captação de recursos em seus fundos de investimento após reduzir as taxas de administração e o valor da aplicação mínima inicial, disse, nesta quinta-feira, o presidente da BB DTVM, Carlos Takahashi durante teleconferência com a imprensa. “Esperamos procura grande”, disse o executivo, sem no entanto citar valores. A gestora de recursos do BB ultrapassou esta semana a marca histórica de R$ 450 bilhões em ativos de terceiros sob gestão.

O BB cortou a taxa de administração de nove fundos e a aplicação inicial de 18 carteiras. Dois fundos de investimento, um de renda fixa e outro DI, tiveram redução do tíquete mínimo de R$ 50 mil para R$ 1. Os novos valores começam a valer no dia 21. “Primeiro, o banco fez um movimento de reduzir juros no crédito, agora foi em relação aos fundos”, disse Dan Antonio Marinho Conrado, vice-presidente de Varejo, Distribuição e Operações do BB, destacando que o banco também pode fazer ações de redução de taxas e tarifas em outros produtos bancários aos clientes do programa Bompratodos, lançado em abril e que iniciou o corte de juros em linhas de crédito.