André Esteves: ‘O pior ainda não passou’

Em teleconferência com analistas, o presidente do BTG Pactual disse que modelo de negócios da instituição está preparado para enfrentar cenário adverso no Brasil

Para o presidente do BTG Pactual, André Esteves, a economia brasileira se encontra em situação delicada e ainda deve piorar nos próximos meses. O executivo falou nesta quinta-feira a analistas após a divulgação dos resultados do banco, que lucrou 1 bilhão de reais de abril a junho deste ano. Ele acredita que a situação crítica da economia deve perdurar por mais 18 meses.

O executivo disse que o banco está se blindando para se proteger do cenário de retração econômica do país. “Nosso modelo de negócio tem nos preparado para enfrentar o cenário adverso no Brasil, onde o pior ainda não passou”, disse. “Temos ampliado caixa, reduzido riscos e tomado todas as medidas necessárias para tirar risco do nosso balanço”, acrescentou.

Entre as medidas tomadas, o O BTG reduziu ativos e a carteira de crédito em 6,7% e 0,6%, respectivamente, no segundo trimestre. O banco também fez provisões adicionais para inadimplência e para seus investimentos proprietários no setor de petróleo e gás.

A orientação mais conservadora tem como objetivo proteger o BTG Pactual da desaceleração mais acentuada do Brasil em 25 anos. Segundo o último boletim Focus, do Banco Central (BC), o mercado espera uma queda de 1,8% este ano.

Leia mais:

BTG vende parte de participação na Rede D’Or a fundo de Cingapura

Em mais um dia de alta, dólar vai a R$ 3,57

(Com agência Reuters)