Ações da JBS e da BRF despencam na bolsa de valores

Papéis lideraram as baixas no dia, com queda de 10,59% da JBS e de 7,25% da BRF, enquanto o Ibovespa recuou 2,39%, após a operação Carne Fraca

As ações da JBS e BRF lideraram as quedas na Bolsa de Valores de São Paulo nesta sexta-feira, após uma operação da Polícia Federal que investiga irregularidades em frigoríficos. Os papéis da JBS encerraram o dia baixa de 10,59%, e os da BRF em queda de 7,25 %. Na mínima do dia, as ações chegaram a cair 11,25% e 8,47%, respectivamente. Já o Ibovespa fechou o dia em -2,39%.

As baixas aconteceram após a Operação Carne Fraca, deflagrada na manhã de hoje, que investiga irregularidades na fiscalização de frigoríficos. A operação é a maior da história da PF, segundo a instituição.

As ordens judiciais foram expedidas pela 14ª Vara da Justiça Federal de Curitiba/PR e estão foram cumpridas em sete estados: São Paulo, Distrito Federal, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Minas Gerais e Goiás.

O nome da operação faz alusão à conhecida expressão popular em sintonia com a própria qualidade dos alimentos fornecidos ao consumidor por grandes grupos corporativos do ramo alimentício. A expressão popular demonstra uma fragilidade moral de agentes públicos federais que deveriam zelar e fiscalizar a qualidade dos alimentos fornecidos a sociedade.

Procurada pelo site de VEJA, a empresa BRF declarou que “está colaborando com as autoridades para o esclarecimento dos fatos. A companhia reitera que cumpre as normas e regulamentos referentes à produção e comercialização de seus produtos, possui rigorosos processos e controles e não compactua com práticas ilícitas”. A JBS informou por meio de nota que “adota rigorosos padrões de qualidade, com sistemas, processos e controles que garantem a segurança alimentar e a qualidade de seus produtos.”

Confira a íntegra da nota da JBS:

“Em relação a operação realizada pela Polícia Federal na manhã de hoje, a JBS esclarece que não há nenhuma medida judicial contra os seus executivos.  A empresa informa ainda que sua sede não foi alvo dessa operação.

A ação deflagrada hoje em diversas empresas localizadas em várias regiões do país, ocorreu também em três unidades produtivas da Companhia, sendo duas delas no Paraná e uma em Goiás. Na unidade da Lapa (PR) houve uma medida judicial expedida contra um médico veterinário, funcionário da Companhia, cedido ao Ministério da Agricultura.  

A JBS e suas subsidiárias atuam em absoluto cumprimento de todas as normas regulatórias em relação à produção e a comercialização de alimentos no país e no exterior e apoia as ações que visam punir o descumprimento de tais normas.

A JBS no Brasil e no mundo adota rigorosos padrões de qualidade, com sistemas, processos e controles que garantem a segurança alimentar e a qualidade de seus produtos. A companhia destaca ainda que possui diversas certificações emitidas por reconhecidas entidades em todo o mundo que comprovam as boas práticas adotadas na fabricação de seus produtos.  

A Companhia repudia veementemente qualquer adoção de práticas relacionadas à adulteração de produtos – seja na produção e/ou  comercialização –  e se mantém à disposição das autoridades com o melhor interesse em contribuir com o esclarecimento dos fatos.”

Confira a íntegra da nota da BRF:

A BRF informa que, em relação à operação da Polícia Federal realizada na manhã desta sexta-feira, está colaborando com as autoridades para o esclarecimento dos fatos. A companhia reitera que cumpre as normas e regulamentos referentes à produção e comercialização de seus produtos, possui rigorosos processos e controles e não compactua com práticas ilícitas. A BRF assegura a qualidade e a segurança de seus produtos e garante que não há nenhum risco para seus consumidores, seja no Brasil ou nos mais de 150 países em que atua.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Jose Geraldo

    O bonito agora será a chuva de ações…

    Curtir

  2. JBS e BRF: as odebrechts dos alimentos.
    “Carne podre tem nome…saia do automatico …tchau luis augusto… “

    Curtir