Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Telescópio Hubble descobre quinta lua de Plutão

Satélite tem forma é irregular, dimensão de 10 a 25 quilômetros e órbita circular de aproximadamente 93.000 quilômetros ao redor do astro

A Nasa (agência espacial americana) anunciou nesta quarta-feira a localização de mais uma lua de Plutão, a P5, descoberta pelo telescópio espacial Hubble. Essa é a quinta lua conhecida do planeta. Ela tem forma é irregular, dimensão de 10 a 25 quilômetros e órbita circular de aproximadamente 93.000 quilômetros ao redor do astro.

Saiba mais

PLANETA ANÃO

São corpos celestiais geralmente menores que o planeta Mercúrio, mas com massa suficiente para que sua gravidade os molde com uma forma definida (aproximadamente arredondada), que não sejam a lua de outro planeta e que compartilhe a órbita do Sol com outros objetos, como asteroides (os planetas, ao contrário, têm uma ‘órbita limpa’, que não compartilham com corpos similares).

CINTURÃO DE KUIPER

Região que se estende até 50 unidades astronômicas (cerca de 7,5 bilhões de quilômetros) a partir da órbita de Netuno, praticamente na borda do Sistema Solar. Estima-se que o cinturão abrigue mais de 70.000 asteroides com mais de 100 quilômetros de diâmetro.

A nova descoberta traz pistas de como o sistema de Plutão se formou e evoluiu. A hipótese mais aceita é a de que as cinco luas de Plutão seriam resultado de um impacto entre o planeta anão e um corpo celeste do cinturão de Kuiper, há bilhões de anos.

“A descoberta de tantas luas pequenas indica que deve haver muitas outras que ainda não foram vistas”, disse Harold Weaver da Universidade Johns Hopkins. No ano passado, a Nasa localizou a quarta lua de Plutão, a P4.

A descoberta da P5 permitirá um melhor uso dos instrumentos da sonda New Horizons, que vai passar pelo sistema de satélites de Plutão em 2015. “Vamos descrever uma trajetória mais segura para a sonda”, disse o principal pesquisador da missão, Alan Stern, do Instituto de Pesquisas do Sudoeste em Boulder, Colorado.

(Com Agência EFE)