Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

SpaceX pretende colonizar Marte até 2024 e construir base na Lua

Elon Musk, CEO da companhia, disse que os mesmos foguetes espaciais poderiam ser usados para realizar viagens comerciais na Terra em uma hora ou menos

O empresário sul-africano Elon Musk, fundador e CEO da companhia espacial privada SpaceX, revelou que pretende lançar uma nova espaçonave para colonizar Marte e estabelecer uma base na Lua. Em discurso feito nesta sexta-feira durante o Congresso Internacional de Aeronáutica, na Austrália, o empresário afirma que o primeiro lançamento do novo modelo, chamado Big Fucking Rocket (BFR, na sigla em inglês), deve ocorrer em 2022, com outros quatro voos à Marte já marcados para 2024. Musk também defendeu que a nave poderia ser usada para realizar viagens comerciais de uma parte a outra da Terra em menos de uma hora.

O empresário já havia anunciado que estava desenvolvendo um projeto da espaçonave em 2016, mas, na época, não havia encontrado uma forma de financiar sua construção. Agora, Musk diz que já tem uma solução: em vez de operar uma série de espaçonaves menores para colocar os satélites em órbita e abastecer a Estação Espacial Internacional (ISS, na sigla em inglês), o BFR seria eventualmente reutilizado para completar todas essas missões. Dessa forma, todos os recursos gastos em outros foguetes seriam aplicados ao novo modelo, que conseguiria realizar sozinho todas as funções dos anteriores – e mais.

Nos últimos anos, a SpaceX vem trabalhando em projetos de espaçonaves reutilizáveis. No total, 16 aterragens bem-sucedidas já foram feitas pelo foguete Falcon9. Essa tecnologia foi essencial para permitir criar um design econômico para o BFR, disse ele. “É realmente louco pensar que construímos esses foguetes sofisticados e depois destruímos eles cada vez que voamos”, afirmou o empresário.

Sobre sua missão para colonizar Marte, Musk disse que das quatro naves que pretende enviar em 2024, duas serão tripuladas, com capacidade para aproximadamente 100 pessoas. O empresário pretende construir uma estação de reabastecimento de combustível no planeta vermelho, para que os foguetes possam retornar à Terra.

Avião

Musk também comentou que o BFR teria potencial para ser usado em voos comerciais, como se fosse um avião. Segundo ele, a tecnologia seria capaz de transportar uma pessoa a qualquer canto do mundo em menos de uma hora.

Uma viagem de Banguecoque para Dubai poderia levar apenas 27 minutos, e de Tóquio a Délhi, 30 minutos, de acordo com seus cálculos. “Se estamos construindo isso para ir à Lua e a Marte, então por que não ir a outros lugares na Terra também?”, disse.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Jesse Tavares

    “Big Fucking Rocket (BFR, na sigla em inglês)” (????) Ficaria um pouco mais interessante a matéria se vocês usassem o nome real “Big FALCON Rocket”…

    Curtir

  2. Chico Sancho

    Também achei estranho o F de “fucking”, deve ter sido uma brincadeira de mau gosto que passou pelo revisor. Realmente “disgusting” como diria Paulo Francis, até tu VEJA.

    Curtir

  3. ViP Berbigao

    Mr. Big Bubble!!! kkk

    Curtir

  4. luis silviano marka

    O nome “Big Fucking Rocket” é como o foguete é chamado internamente na SpaceX, vários outras publicações usam o apelido além de Veja.

    Curtir