Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Robô Opportunity encontra mistério geológico em Marte

Objetos esféricos descobertos em cratera intrigam pesquisadores

Na semana passada, o robô Opportunity capturou imagens que estão intrigando os cientistas da Nasa. Em seu passeio pela superfície de Marte, ele descobriu pequenos objetos esféricos diferentes de qualquer coisa já encontrada pelos pesquisadores. A Opportunity estava investigando o afloramento de uma rocha na superfície da Cratera Endeavour quando encontrou as esferas, que medem cerca de três milímetros cada uma.

Elas são diferentes de outras esferas encontradas pelo robô em várias localidades desde 2004, quando ele pousou no planeta. As ‘blueberries’, como ficaram conhecidas, foram formadas pela ação da água dentro das rochas e serviram de evidência para os cientistas concluírem que Marte havia sido úmido no passado. No entanto, as novas esferas não possuem a alta concentração de ferro encontrada nas ‘blueberries’, mostrando ter outra origem.

“Essa é uma das imagens mais extraordinárias de toda a missão”, disse Steve Squyres, pesquisador da Universidade Cornell, nos Estados Unidos, e um dos principais investigadores da missão. “O afloramento está cheio desses pequenos objetos esféricos. Claro que inicialmente pensamos nas ‘blueberries’, mas descobrimos que isso é algo diferente. Nós nunca vimos uma acumulação tão densa de esferas em Marte”.

Segundo os cientistas, as esferas parecem ser duras por fora, e mais moles por dentro. “Elas são diferentes em sua estrutura. Elas são diferentes na composição e na distribuição. Logo, nós temos um maravilhoso quebra-cabeça geológico em nossa frente. Existem muitas hipóteses para explicar isso, mas não temos nenhuma favorita por enquanto. Levará tempo até chegarmos a alguma conclusão”, disse Squyres.

Missões marcianas – Em 2003, a Nasa lançou as missões Spirit e Opportunity para explorar Marte. Elas pousaram em 2004 e, desde então, têm realizado missões na superfície do planeta. Ambas fizeram importantes descobertas sobre o passado úmido do planeta, mostrando que ele pode inclusive ter suportado vida microbiana. Em 2008, o Opportunity chegou na cratera Endeavour, onde está até hoje, para analisar outros tipos de evidências geológicas.

Leia também:

Pelas lentes do jipe Opportunity, um passeio 360º por Marte

Em março de 2010, a Spirit parou de se comunicar com a terra. O Opportunity, no entanto, parece estar funcionando muito bem. “A nave está com saúde muito boa, considerando que tem oito anos e meio de trabalho duro na superfície de Marte”, disse John Callas, pesquisador do Jet Propulsion Laboratory, da Nasa.

O Opportunity e o Spirit são antecessores da sonda Curiosity, que pousou com sucesso em Marte no início de agosto e já transmitiu imagens do planeta.