Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Robô Curiosity descobre rocha incomum em Marte

Amostra tem composição química parecida com a de rochas encontradas em regiões vulcânicas da Terra

A primeira rocha analisada em Marte pelos instrumentos do robô Curiosity tem uma composição química mais variada do que o esperado pelos cientistas da Nasa, a agência espacial americana. A composição da amostra, que tem o tamanho de uma bola de futebol, se parece com a de rochas pouco comuns na Terra. “Ela é muito similar a um tipo de rocha que se encontra em regiões vulcânicas”, disse o pesquisador Edward Stolper, do Instituto de Tecnologia da Califórnia e um dos principais cientistas da missão.

Na Terra, estas rochas se formam no manto do planeta, debaixo da crosta, a partir da cristalização de magma, a uma pressão muito alta. “Essa é uma hipótese lógica para explicar sua origem. Mas neste momento, com apenas uma amostra deste tipo encontrada, é difícil saber se esta rocha foi produzida pelo mesmo processo que se conhece na Terra”, disse o cientista.

Laboratório marciano – A rocha, que foi batizada de “Jake Matijevic” em homenagem a um cientista da missão falecido recentemente, foi examinada de forma remota pelos aparelhos do Curiosity. A fim de obter sua composição química, foram usados aparelhos como o espectômetro de raios-X por radiação alfa (APXS), montado no braço robótico do robô, e o laser ChemCam, situado no topo do mastro do laboratório móvel. “Ela se mostrou uma pedra marciana estranha, com pouca quantidade de magnésio e ferro”, afirmou Ralf Gellert, um dos pesquisadores da missão.

O Curiosity, que conta com um total de dez instrumentos científicos, também analisará em breve a composição da primeira amostra de areia marciana.

Leia também:

Curiosity encontra sinais de água em Marte

De Marte, Curiosity faz check-in no Foursquare

Durante um período de ao menos dois anos, a missão Curiosity irá explorar o planeta vermelho e tentar determinar se as condições passadas propiciaram ou não a vida microbiana. O robô, que pesa uma tonelada e tem seis rodas, pousou no dia 6 de agosto em uma zona denominada cratera Gale, no equador de Marte, a oito quilômetros de Monte Agudo, uma montanha de 5.000 metros de altura, destino final do robô.

(com Agência France-Presse)