Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Ouça o momento em que Philae pousou no cometa

Instrumentos a bordo do robô detectaram a vibração causada por seu primeiro contato - um ruído surdo que durou dois segundos

Apesar de o ponto exato onde o módulo Philae pousou no cometa 67P/Churyumov-Gerasimenko, após quicar duas vezes sobre a superfície, ainda não ter sido localizado pelos pesquisadores da Agência Espacial Europeia (ESA, na sigla em inglês), o som que ele fez ao tocar esse corpo celeste pela primeira vez foi registrado. A agência espacial francesa (Centre National d’Études Spatiales ou Cnes) divulgou nesta quinta-feira o som captado por dispositivos fixados nas extremidades do robô Philae, que detectaram a vibração causada por seu primeiro contato com o cometa em que pousou – um ruído surdo que durou dois segundos.

“Como é o ruído quando se toca em um cometa? O Philae gravou seu primeiro contato”, escreveu nesta quinta-feira a Cnes em seu Twitter. O primeiro contato de um objeto de fabricação humana com um cometa foi registrado pelo instrumento Casse (Comet Acoustic Surface Sounding Experiment ou Experimento Acústico de Som na Superfície do Cometa, em tradução livre), concebido para medir a propagação do som na superfície do cometa.

Leia mais:

Ouça o ‘canto’ do cometa em que o módulo de Rosetta pousou​

Dados da missão Rosetta ajudam a confirmar teorias científicas

“O contato com a superfície foi breve, mas podemos avaliar os dados científicos”, declarou Martin Knapmeyer, responsável pela monitoração do Casse, citado em um comunicado do Centro Aeroespacial Alemão. “O aparelho entrou em contato com uma massa mole com a espessura de vários centímetros. Depois, alguns milissegundos depois, os pés tocaram uma camada dura, talvez gelada”, explicou Klaus Seidensticker, encarregado do Sesame, instrumento do Philae do qual o Casse faz parte.

(Com Agência France-Presse)